BBC se une ao Google, Twitter e Facebook para combater fake news

Redação Portal IMPRENSA | 10/09/2019 08:24
A BBC reuniu importantes empresas globais de tecnologia e publicações em uma Trusted News Summit para ajudar a combater fake news.

Crédito:Reprodução
Google, Twitter e Facebook estão entre as empresas que vão participar do projeto.

A iniciativa visa combater críticas de que as grandes empresas de tecnologia não fizeram o suficiente para impedir a disseminação de fake news de assuntos que representam riscos à população e à democracia, como o movimento antivacina e histórias fabricadas para influenciar eleições. 

O grupo vai criar um sistema para que as oas falsas que ameaçam a vida humana ou interrompam a democracia durante as eleições. 

Também devem trabalhar em conjunto para lançar uma campanha de educação para a mídia e para fornecer infoçar uma campanha de educação para a mídia e para fornecer informações para o eleitor para explicar como e onde votar.

“A desinformação e as chamadas notícias falsas são uma ameaça para todos nós. Na pior das hipóteses, pode representar uma séria ameaça à democracia e até a vida das pessoas”, disse o diretor-geral da BBC, Tony Hall.

Segundo ele, essas medidas são “etapas cruciais”  no combate à desinformação.

"Esta cúpula mostrou uma determinação em tomar ações coletivas para combater esse problema e concordamos com algumas etapas cruciais para isso".

Leia também:
Fake news são reforçadas por falsas memórias
BBC News usa jornalismo móvel para atrair público