"Nunca houve esse tipo de prática", diz nota do SJPDF denunciando censura do governo Bolsonaro a veículos da EBC

Redação Portal IMPRENSA | 27/08/2019 18:45
Representando funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal (SJPDF)  fez denúncia contra censura sobre o conteúdo editorial produzido por todos os veículos da EBC, incluindo TV Brasil, Rádios MEC e Nacional, Agência Brasil, Radioagência Nacional e Portal EBC. Pautas negativas à imagem do governo do presidente Jair Bolsonaro, especialmente nas áreas de meio ambiente, direitos humanos, política indigenista e movimentos sociais, estariam vetadas. 

"Nunca, em 11 anos de EBC, houve esse tipo de prática, que contraria a Constituição Federal e sonega à população o direito de ser informada. Todos os veículos estão sob censura", diz em nota o SJPDF. 
Crédito:EBC
Além de denunciar censura, os funcionários da EBC condenam o plano de extinção da Rádio MEC AM do RJ e, em moção enviada à direção executiva  da EBC, empregados de todas as praças, reunidos em Assembleia Nacional, reivindicaram a conservação e preservação do acervo da empresa, que hoje estaria armazenado inadequadamente.

Em nota, os funcionários se dizem  "preocupados com a preservação e conservação da história da radiodifusão no Brasil".

Os trabalhadores da EBC aprovaram ainda um acordo coletivo, fruto de intensa negociação e pressão dos sindicatos, que prevê reajuste salarial de 90% do INPC. 

Leia também: