Nova plataforma na web vai reunir mais de 50 canais de jornalistas, artistas e personalidades

Leandro Haberli | 15/08/2019 15:20
Uma plataforma de streaming que vai reunir uma série de programas com conteúdos variados no YouTube. Essa é a proposta da ClickTube, que será lançada no próximo dia 26 de agosto. 
Crédito:Divulgação
Da esquerda para a direita: Flavio Polay, Vagner Cunha, Paulo Amaral, Patricia Limeira, Oswaldo Braz e Bruno Folegatti
O projeto foi liderado pelo jornalista Paulo Roberto do Amaral, que tem mais de 30 anos de experiência em TV e já esteve à frente de produtos como o “Jornal Hoje” e “SPTV”. 

Já são mais de 50 canais incritos, a maioria de jornalistas que estão na mídia tradicional ou saíram e agora querem produzir conteúdo na web. Os canais são os mais variados: viagens, esportes radicais, música, estilo de vida, saúde, vida em família, economia entre outros. 

Entre os destaques está o do Guto Abranches, que ficou conhecido por apresentar o Conta Corrente, na GloboNews, e na ClickTube fará um canal de música. 

Cris Dias, ex-apresentadora dos programas esportivos da Globo, criou o canal “Dias de Cris”, em que ela fala tudo sobre kite-surfe.

Em entrevista ao Portal IMPRENSA, Paulo Amaral fala sobre esse novo desafio. 

Por que você decidiu investir em um canal no YouTube?

Foi resultado de uma grande reflexão sobre os caminhos da comunicação e um incômodo sobre como a avalanche de conteúdos bizarros e informações falsas tomaram conta de uma mídia tão importante. Nesse processo tive um encontro feliz com o Oswaldo Braz, que já atuava com um produto de sucesso no YouTube: O BobZoom, um personagem do universo infantil que tem mais 100 milhões de views/mês no YouTube e está em outras 14 plataformas de vídeos com presença em 200 países.

A minha percepção era que nós, jornalistas, não estávamos conseguindo ocupar o espaço que se abria no YouTube, não porque não houvesse produtos de qualidade sendo produzidos, mas porque, a maior parte, não conseguia gerar audiência nem atrair as receitas necessárias para dar sustentabilidade aos canais. O Oswaldo tinha acabado de participar de alguns encontros no Google sobre a necessidade de produzir conteúdo relevante para o YouTube e teve a ideia de criar um modelo de negócio que pudesse dar visibilidade maior a essas iniciativas e que junto atraísse o interesse dos patrocinadores.

Dessa união surgiu a ideia de criar um canal de canais, ao qual chamamos de plataforma, e que junta todas essas iniciativas num único ambiente. No meio do caminho, percebemos que poderíamos com esse modelo atrair também profissionais do audiovisual que estavam deixando a mídia tradicional e querendo migrar conteúdo para a web, mas não sabiam como fazer isso. Então, passamos também a dar curadoria e ajudar esses profissionais nesses primeiros passos no YouTube. Foi assim que nasceu a ClickTube, uma grande associação de produtores de conteúdo certificado e com a credibilidade conquistada por esses profissionais ao longo de suas carreiras.            

Como vai funcionar a ClickTube? 

Há muitas tentativas de levar conteúdo da TV para a web e eu procurei avaliar porque a maioria desses canais não alcançava os resultados esperados. A minha principal conclusão foi que, em muitos desses casos, os canais tentavam fazer simplesmente TV na web. Seria como colocar um objeto quadrado num círculo menor. Não cabe. Na minha opinião, é preciso respeitar as características da web. A linguagem é muito diferente, não se pode esquecer que é uma rede social de vídeo. 

Diferente da TV em que os repórteres costumam se comunicar em terceira pessoa, no YouTube você fala em primeira pessoa. O personagem das histórias é você mesmo e é isso que engaja. Além disso, o modo de produção é mais simples e rápido, sem a necessidade do uso de grandes equipamentos e esforço de equipes. O diferencial é o conhecimento sobre produção com qualidade. É saber o que fazer e como fazer para simplificar os processos e chegar a resultados surpreendentes com o destaque para a informação confiável, bem apurada e de qualidade que é uma prerrogativa de jornalistas. Afinal, é o nosso compromisso e a credibilidade é o nosso maior patrimônio profissional.

Quantos canais já estão inscritos e qual é perfil deles?

Mais de 50 canais já aderiram ao projeto e queremos ampliar ainda mais esses números. A maior parte dos canais é produzida por jornalistas que estão na mídia tradicional ou já saíram e agora querem produzir conteúdo na web. Especialmente, profissionais que construíram suas carreiras na TV. E aí temos jornalistas, artistas e personalidades que ficaram conhecidas na telinha. Uma das características fundamentais é a liberdade de produção. 

Então, é comum você ver na ClickTube uma figura conhecida da TV por abordar um tipo de assunto e agora está fazendo algo que gosta e se identifica e que, muitas vezes, é bem diferente do conteúdo que produzia. É o caso do Guto Abranches. Na TV, ele ficou conhecido por apresentar o Conta Corrente, um programa de economia da GloboNews. Na ClickTube, ele produz um canal de música. Ele fez canto na infância e ama a música. No Canal NPB- Notícia Popular Brasileira, ele faz uma trilha sonora para os temas do cotidiano. 

Há canais de viagens, estilo de vida, saúde, de vida em família, causa da mulher, do negro, causas ambientais, de economia, de política, educação, de crônicas do cotidiano, de espiritualidade, de esportes radicais, esportes de vela, de motor, futebol e muito mais. Nós queremos ser diversificados, mas sempre com a opinião e a informação vinda de fonte confiável. 

Poderia destacar alguns?

A Cris Dias (ex-apresentadora dos programas esportivos da Globo) criou o canal “Dias de Cris”, em que ela fala de kite-surf, uma paixão dela, e vai mostrar tudo sobre o esporte e os points para a prática do kite no Brasil e no mundo. 

Luciana Ávila (ex-apresentadora da GloboNews e do esporte da Globo) tem o canal “Lu de Moto” em que ela cobre os principais eventos nacionais de enduro e faz as rotas do trilheiros por todo o país.

A Márcia Peltier (apresentadora de vários telejornais e colunista da Rádio JB FM) faz reflexões sobre os principais temas da atualidade. Dando um a impressão pessoal de fatos e assuntos.

Ricardo Lessa (O Lessa acabou de deixar a bancada do Roda Viva da TV Cultura). No ClickTube, ele vai falar de economia de uma maneira bem leve e descontraída.

Mariana Kotscho (No ar com o Papo de mãe, programa maior sucesso da TV Cultura).  No ClickTube, ela tem o canal “Mari Mulher”, onde discute temas de interesse da mulher e conversa com gente engajada na luta em defesa dos direitos da mulher como a Maria da Penha, que deu nome à lei que pune a violência contra a mulher.

Claúdio Tenório (apresentadora da Rede Vida) leva o seu canal do YouTube para o Click.

Alinne Prado (ex-apresentadora do Vídeo Show e atualmente um dos destaques do programa Dancing Brasil, da TV Record). Ela reativa o canal “Na Cacholla”, onde aborda os direitos do negro e o posicionamento na sociedade.

Cristina Maia (EPTV, afiliada da Globo em Campinas) produz o canal “Casa em verso e prosa” em que fala do tema que ficou conhecida quando apresentava o quadro “Hoje em Casa” no Jornal Hoje.

Renata Cordeiro (ex-Sportv, Record e Fox). A apresentadora faz de Portugal o canal “Nos Caminhos”, onde mostra os encantos e fala de curiosidades da terrinha.

São 12 canais produzidos do exterior. Além da Renata, temos o Vandrey Pereira (ex-apresentador do RJ-TV da TV Globo Rio) fazendo um tour por Orlando; Eliseu Caetano (Planeta Brasil, da Globo Internacional) mostrando a vida dos brasileiros nos Estados Unidos no canal “Por aí”, e ainda o cantor Jair de Oliveira e a atriz Tânia Kalill falando da vida cultural em Nova York e levando para o ClickTube o canal “Grandes Pequeninos”, sucesso do YouTube para o público infantil.

A atriz Simone Soares fala sobre comportamento e vida em família e em breve estará Hollywood falando das novidades do cinema.

Que público vocês pretendem atingir?

Um público AB+30 que cresceu vendo TV, perdeu suas referências e agora tem a oportunidade de reencontrar aqueles profissionais que produzem informação qualificada. É um público que quer uma opinião baseada em informação bem apurada e certificada. E nesses conceitos nós vamos trabalhar todas as faixas etárias, de todos os públicos, com canais infantis, para o público teen, para os adultos. Queremos ser reconhecidos como produtores independentes de informação qualificada. Uma mancha de credibilidade no vasto universo do YouTube. 

Para alcançar esse público e aumentar nossa audiência estamos com o nosso projeto de comunicação coordenado pela AgeImagem, uma assessoria de comunicação corporativa que atua não só na divulgação do Click na Mídia, mas também  com o planejamento estratégico de ações que repercutam nas mídias digitais de cada um dos canais parceiros. Seja promovendo Collabs, seja promovendo interações de público e ativações de redes de grupos atuantes em cada um dos temas abordados na plataforma.     

A Clicktube tem algum patrocinador? Quais devem ser as fontes de receitas?

Como eu disse, a nossa meta era construir uma plataforma que gerasse audiência para os canais e atraísse o interesse do mercado para patrocínio da plataforma e dos canais. Para isso, buscamos uma parceria com o grupo MediaMegas, que é uma das principais agências do país no segmento de Mídia OOH (Out Of Home) e se associou a ClickTube. 

Com isso, a nossa marca  e os nossos canais serão os produtores exclusivos de conteúdo para telas espalhadas em aeroportos (Viracopos, por exemplo), heliportos, as novas telas dos bancos 24 horas, em supermercados, lojas de conveniência, farmácias e também nos terminais urbanos de ônibus. Somente nos terminais de São Paulo passam 56 milhões de passageiros/mês. Quem acessar o sistema de wi-fi grátis nos terminais da SPTrans será direcionado automaticamente para a página inicial do Portal ClickTub e poderá navegar por todos os nossos conteúdos. 

A MediaMegas montou também uma operação comercial exclusiva para a ClickTube nos escritórios da empresa em dez capitais brasileiras e todo o interior de São Paulo.

Mas nós queremos mais e a ClickTube será um grande fomentador de negócios de comunicação promovendo em parceira com os nossos canais palestras, eventos corporativos e todos os serviços ligados a área de difusão audiovisual. 


Leia também:
MyNews lança programas e anuncia novo âncora do Sem Politiquês