Memória de Vladimir Herzog será revisitada na Ocupação Itaú Cultural

Redação Portal IMPRENSA | 12/08/2019 08:09

A 46ª edição do programa Ocupação Itaú Cultural fará uma homenagem ao jornalista Vladimir Herzog, assassinado em 1975, aos 38 anos, pela ditadura civil-militar brasileira.


Crédito:Reprodução
Em parceria com o Instituto Vladimir Herzog, a mostra vai usar de fotografias, reportagens e depoimentos para reconstruir parte da história de vida do jornalista. 

A Ocupação irá mostrar um lado pouco conhecido do então editor da TV Cultura: o sonho de ser cineasta. Vlado, como era carinhosamente chamado pela família e amigos, chegou a ter uma breve carreira antes de ser assassinado.

 Ele dirigiu o curta-metragem “Marimbás”, em 1963, e realizou a gerência de produção do curta-metragem “Subterrâneos do Futebol”, em 1965. Também fez o início do roteiro do filme “Doramundo”, que só foi filmado depois de sua morte por João Batista de Andrade.

Com entrada gratuita, a Mostra  estreia na quarta-feira (14/08), às 20h, e vai até o dia 20 de outubro. A visitação acontece de terça a sexta, das 9h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.


Leia também:
Praça Vladimir Herzog ganha escultura em homenagem a jornalistas