Sinjope e Fenaj se pronunciam sobre declarações do presidente do Sport

Redação Portal IMPRENSA | 03/07/2019 14:15
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) publicaram nota em repúdio à declaração do presidente do Sport, Milton Bivar. Durante o programa 'Bate-Rebate', da Rádio Jornal, no dia 1 de julho, ele declarou que teria jornalista comprado por Magrão, que entrou com ação pedindo a quebra de contrato com o clube por dívidas. Ele não se apresentou após a pausa da Copa América. 

Bivar disse que que pessoas da imprensa teriam interesses em algumas publicações. “Comprando jornalistas pra escrever textos a favor dele. P.... Que onda é essa, rapaz? Que negócio safado!”, cravou.
Crédito:Reprodução



“Repelimos essa afirmação genérica, irresponsável e ofensiva do presidente do Sport Club Recife, Milton Bivar, em ataque à categoria Jornalistas", diz a nota, que também reforça que as duas instituições vão tomar medidas cabíveis. "Foi determinada a realização dos procedimentos necessários para garantir a punição para esse ato infame”.

Confira a nota na íntegra:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repelem a afirmação genérica, irresponsável e ofensiva do presidente do Sport Club Recife, Milton Bivar, em ataque à categoria Jornalistas. O ataque ocorreu no programa “Bate-Rebate”, na Rádio Jornal, na manhã da segunda-feira 1º/07/2019, quando, destacando que falava na condição de presidente, representante do clube, o dirigente afirmou que “Ele (Magrão) inclusive tá comprando jornalista pra… pra… pra… pra escrever, né?, textos a… a… a… a favor dele! P….! Que onda é essa, rapaz! Que negócio safado!” (sic).

O goleiro Magrão e o Sport Club Recife disputam na Justiça do Trabalho a solução para quitação de uma dívida trabalhista. Infelizmente, na condição de presidente do clube, Milton Bivar decidiu atacar a credibilidade da categoria Jornalistas com a genérica afirmação.

Sinjope e Fenaj salientam que a sociedade pernambucana tem na Comissão de Ética do Sindicato um canal legítimo para que suspeitas de condutas antiéticas por jornalistas sejam apuradas. Além disso, há a perspectiva de recursos judiciais. São os caminhos institucionais e lícitos, diferentemente do covarde ataque genérico lesivo à categoria Jornalistas protagonizado por Milton Bivar e o Sport Club Recife.

Únicas entidades legalmente definidas como representantes da categoria Jornalistas, respectivamente no estado de Pernambuco e em nível nacional, Sinjope e Fenaj antecipam que foi determinada a realização dos procedimentos necessários para garantir a punição para esse ato infame. E lamentam que um clube esportivo de tanta tradição seja rebaixado por uma pessoa evidentemente despreparada para uma conduta respeitosa.

Leia também: