Reinaldo Azevedo e Veja são condenados a indenizar ator e diretor Wagner Moura

Redação Portal IMPRENSA | 28/06/2019 14:26
O jornalista Reinaldo Azevedo e a editora Abril foram condenados em ação indenizatória na Justiça a pagar R$ 80 mil ao ator e diretor Wagner Moura. A decisão é em primeira instância. O jornalista e a editora Abril podem recorrer.

Moura moveu um processo de danos morais pela reportagem "Wagner Moura, o 'aclamado' do nariz marrom, levou R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura", assinada por Azevedo e publicada pela revista Veja em março de 2016.


Crédito:Reprodução Wikipedia
Ator e diretor Wagner Moura foi chamado de 'fraude moral' por jornalista Reinaldo Azevedo



Inicialmente Moura havia pedido uma indenização de R$ 150 mil. Além do pagamento de R$ 80 mil reais, a juíza Juliana Leal de Melo, da 9ª Vara Cível do Rio, determinou que a editora Abril retire do ar em até cinco dias a reportagem, sob a pena de R$ 10 mil de multa.

À reportagem do UOL, o advogado do ator, Ricardo Brajterman, disse que Moura "foi chamado de uma fraude moral por ter levado um dinheiro que ele não levou. E mesmo se tivesse sido contemplado, o que não é o caso, isso não poderia ser considerado uma fraude moral". O advogado informou ainda que a notícia da sentença coincidiu com a data de aniversário do ator e diretor.

Leia também 
Jornalista catarinense é condenado por publicações contra comunidade indígena
Justiça paulista condena Bandeirantes a indenizar delegado da Lava Jato