Âncora da Band diz que 'macartismo bolsonarista' está ameaçando jornalistas

Redação Portal IMPRENSA | 26/06/2019 13:19
Em seu perfil no Twitter, o jornalista Fábio Pannunzio, âncora do Jornal da Noite, na TV Bandeirantes, se solidarizou com os colegas Rachel Sheherazade, Marco Antonio Villa e Paulo Henrique Amorim. "A demissão dele [Paulo Henrique Amorim] é brutal e inaceitável, produto do macartismo bolsonarista", frisou Pannunzio. 
Crédito:Reprodução Twitter

Jornalista da Record TV, Amorim foi afastado do Domingo Espetacular, onde era apresentador, esta semana. Em nota oficial, destacada pelo Notícias da TV, a Record TV afirma que "Paulo Henrique Amorim deixa o programa e permanece na emissora à disposição para novos projetos".

No fim de semana, o empresário Luciano Hang, apoiador do presidente Jair Bolsonaro e dono das lojas Havan, sugeriu a demissão de Sheherazade em um post em que parabenizava Silvio Santos por reduzir a equipe de jornalismo do SBT. "Ainda falta mais gente para você demetir [sic]. Raquel é uma delas", disse Hang. A profissional reagiu e afirmou que irá processá-lo.

Na última segunda-feira (24), o historiador e comentarista político Marco Antonio Villa anunciou sua saída da rádio Jovem Pan após ser suspenso por trinta dias pela direção da emissora. Em entrevista a IstoÉ Gente, Villa falou sobre a saída. “Eu decidi que não queria mais voltar para a Pan. Não tinha mais nem condições de voltar a trabalhar lá. Senti que não havia mais clima depois de me darem uma quase punição”. 

Leia também