Cade investiga o Google do Brasil, com base nas regras antimonopólio

Redação Portal IMPRENSA | 11/06/2019 18:50
Conforme informa Juliano Basile, em nota no Valor Econômico, a Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) abriu uma investigação envolvendo o Google do Brasil sobre prática anticompetitiva relacionada ao Android, a fim de apurar se a inclusão prévia de aplicativos e serviços do Google no sistema operacional Android afeta a concorrência no mercado brasileiro de dispositivos móveis. O prazo para a empresa prestar informações é até 20 de junho.
Crédito:Pixabay

Essa investigação vem na esteira da multa de 4,34 bilhões de euros aplicada ao Google pela Comissão Europeia, órgão da União Europeia (UE), em julho de 2018. A Comissão Europeia acusou o Google de aproveitar o domínio de seu sistema operacional em smartphones para promover seu próprio mecanismo de busca e seu navegador Chrome, em detrimento dos rivais. 

Em março deste ano, a Comissão Europeia, órgão da União Europeia (UE), multou o Google em US$ 1,49 bilhão por abuso de mercado. Esta é a terceira multa em dois anos imposta à empresa com base nas regras antimonopólio. As multas anteriores foram aplicadas pela UE em 2018 (4,34 bilhões de euros) e em 2017 (2,42 bilhões de euros). A segunda, referente ao favorecimento da ferramenta de compras online da empresa. 

Leia também