Ministro da Educação faz tweet polêmico sobre fake news

Redação Portal IMPRENSA | 30/05/2019 16:14
O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez um tweet nesta quinta-feira para rebater o que seria, segundo ele, fake news sobre o contingenciamento de verbas para recuperação do Museu Nacional. Na postagem, o ministro publica um vídeo em que ele entra com um guarda-chuva imitando a interpretação de Gene Kelly no clássico filme Singin' the rain (Cantando na Chuva) e afirma que “tá chovendo fake news”. 
Crédito:Reprodução Twitter

“Um veículo de comunicação de gente que está de mal com a vida tenta macular a imagem do MEC. Essa última fake news alega que a paralisação da recuperação do Museu Nacional, aquele que o reitor da UFRJ não conseguiu explicar, essas obras seriam paralisadas pelo MEC. Fake news!”, afirma o ministro no vídeo. Na postagem, Weintraub não cita qual veículo teria feito essa notícia.

No dia 29, reportagem do portal portal G1 afirmou que as verbas para reconstrução do Museu Nacional teriam corte de R$ 11,9 milhões por conta do contingenciamento de verbas proposto pelo MEC. A fonte citada é a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). A reportagem também traz o outro lado, com a  reprodução da nota do Ministério da Educação  alegando que o corte foi resultado de emenda proposta pela bancada do estado do Rio de Janeiro.

O vídeo do ministro, além da encenação de Cantando na Chuva, também repercutiu nas redes digitais por conta de um erro da norma culta da Língua Portuguesa cometido na fala de Weintraub. Ao explicar que o corte foi resultado da emenda da bancada, Weintraub disse que “haviam emendas parlamentares”. O verbo haver, ao ser usado no sentido de existir, é inflexível e não pode ser conjugado no plural.

O Museu Nacional e grande parte do acervo foram destruídos por um incêndio no dia 2 de setembro de 2018.

Leia também: