Trump concede indulto a ex-magnata de mídia preso por fraude

Redação Portal IMPRENSA | 16/05/2019 09:49

O empresário Conrad Black, que comandou a Hollinger International, o recebeu indulto do presidente Donald Trump. Ele cumpriu três anos de prisão por fraude e obstrução à Justiça. 


O ex-magnata da mídia publicou um postagem em sua conta no Twitter relatando a ligação que recebeu da Casa Branca. O relato foi publicado em uma coluna no National Post.  

Crédito: Reprodução

A Hollinger foi um do grandes conglomerados de comunicação do mundo. Faziam parte do grupo publicações como os britânicos Daily Telegraph e Spectator e o Chicago Sun-Times.


Autor do libro "Donald J. Trump: A President Like No Other", uma produção elogiosa ao presidente dos Estados Unidos, Black começou a ter problemas com a Justiça em 2004. Na época, ele vendeu várias publicações que integravam o portfólio de sua empresa e foi acusado de desviar parte dos valores. 


Os processos chegaram à Suprema Corte dos Estados Unidos e o empresário conseguiu anular algumas das denúncias. O anúncio de sua condenação foi feito em 2007. 


A Casa Branca justificou o indulto afirmando que Black prestou "contribuições tremendas nos negócios, assim como na política e para o pensamento histórico". O comunicado também citou seu trabalho para apoiar outros prisioneiros enquanto esteve preso. 


O empresário comprou o Daily Telegraph em 1986 e em 2001 tornou-se membro da Câmara dos Lordes por indicação do partido Conservador. Para aceitar a homenagem, ele renunciou a sua cidadania canadense tornando-se Lord Black de Crossharbour.


Leia também:

Vice-presidente Mourão será entrevistado em congresso de jornalismo investigativo

TSE promove seminário internacional sobre fake news e eleições