Liberdade de imprensa é a pedra angular das sociedades democráticas, diz Unesco

Redação Portal IMPRENSA | 02/05/2019 13:40

"A liberdade de imprensa é a pedra angular das sociedades democráticas. Todos os Estados, todas as nações, se fortalecem mediante a informação, o debate e a confrontação de pontos de vista", disse a diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, em seu discurso de abertura das comemorações pelo Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Em sua 26ª edição, o evento está sendo realizado este ano em Adis Abeba, na Etiópia. 


A executiva do órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) destacou o momento delicado que a defesa das liberdades em geral enfrenta no mundo. Este ano, o tema do evento é "Meios de comunicação para a democracia: jornalismo e eleições em tempos de desinformação".  


Audrey citou números de levantamento feito pela Unesco. De acordo com pesquisa realizada pelo observatório de liberdade de imprensa da entidade, em 2018, 99 jornalistas foram assassinados no mundo. Número que sobe para 1.307 no período entre 1994 e 2018. 


"A impunidade dos crimes contra jornalistas é uma ameaça que afeta todas nossas sociedades. Esta ameaça nos obriga a estar alerta constantemente. Devemos atuar juntos para proteger a liberdade de expressão e a segurança dos jornalistas", ressaltou a executiva. "Em um momento no qual se multiplicam os discursos de desconfiança e deslegitimização da imprensa e do trabalho jornalístico é fundamental garantir a liberdade de opinião mediante o livre intercâmbio de ideias e de informação baseadas em verdades fáticas", destacou.   


O secretário-geral da ONU, António Guterres, também falou em vídeo sobre a data. "A imprensa livre é essencial para a paz, justiça, desenvolvimento sustentável e direitos humanos", afirmou Guterres em sua declaração.


Ainda hoje será entregue o prêmio Liberdade de Imprensa organizado pela entidade. Os vencedores deste ano são os jornalistas de Mianmar Kyaw Soe Oo e Wa Lone. A dupla está presa em seu país desde 2017, quando foram detidos enquanto faziam uma reportagem sobre o assassinato de homens Rohingya. 


O evento na África prossegue até amanhã (3). O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é celebrado todo dia 3 de maio. 




Leia também:
Liberdade de imprensa diminui no Brasil, revela ranking internacional

"Não vemos razões para sermos otimista em relação à situação da liberdade de imprensa no país", diz diretor da RSF