Falta de papel provoca cortes na imprensa cubana

Redação Portal IMPRENSA | 05/04/2019 10:07

Cuba anunciou que vai reduzir o número de páginas e alterar a periodicidade dos principais jornais do país. O motivo é a escassez de papel-jornal no país.

Crédito: Reprodução
As edições digitais das publicações não vão sofrer alterações


As mudanças começam a valer a partir de hoje (5). Serão afetados os jornais Granma, Granma Internacional, Trabajadores, Juventud Rebelde e outras publicações do Partido Comunista. 


"Em razão de dificuldades com a disponibilidade de papel-jornal, as edições do jornal Granma, das quartas e sextas-feiras, assim como dos semanários Granma Internacional, Trabajadores, Orbe y Opciones serão reduzidas de 16 para oito páginas", informou o governo. O Juventud Rebelde manterá o número de páginas aos domingos, mas não será mais distribuído aos sábados. 


As condições econômicas em Cuba começaram a ficar mais difíceis desde que Donald Trump assumiu a presidência dos Estados Unidos. O governante americano intensificou a imposição de sanções econômicas sobre a ilha.

Leia também:
Associação faz pesquisa sobre como jornalistas utilizam a Lei de Acesso a Informações

Hermano Henning assume apresentação de jornalístico da TV Guarulhos