Mídia asiática pede mais convergência e cooperação

Redação Portal IMPRENSA | 01/04/2019 09:43

Maior participação no cenário mundial e intensificação de parcerias para decisões conjuntas sobre opinião e desenvolvimento da mídia asiática na comunidade internacional foram alguns dos pontos destacados durante a Conferência de Cooperação da Mídia na Ásia. O encontro foi realizado na última semana, em Boao, na província de Hainan, no sul da China. 

Crédito: Divulgação

Durante o encontro, Guo Weimin, vice-ministro do Escritório de Informação do Conselho de Estado da China, falou sobre os reflexos que o surgimento de novas tecnologias, como inteligência artificial e 5G, produziram na mídia. Para o executivo, a ascensão da mídia digital não deve ser vista como ameaça à mídia tradicional, mas como um impulso para a prosperidade comum. 


Foi ressaltado que as novas tecnologias contribuem para a transformação da indústria de mídia, alterando a ecologia da mídia tradicional e influenciando o padrão de comunicação internacional. Os participantes destacaram a necessidade de os países asiáticos melhorarem sua participação no cenário mundial, para que corresponda a sua competência econômica. 


O encontro reuniu representantes de empresas de mídia de 20 países da Ásia. O evento é realizado anualmente há seis anos. 


Leia também:

Relatório da RSF denuncia ameaça chinesa à liberdade de imprensa no mundo
"Jornalismo não é um inimigo a ser combatido", diz ANJ sobre ataques de Bolsonaro à imprensa