Fundação Padre Anchieta adota Código de Ética e Conduta

Marta Teixeira | 27/03/2019 11:55

Como parte do seu programa de compliance, a Fundação Padre Anchieta (FPA) criou um Código de Ética e Conduta para seus colaboradores. As orientações são válidas para todas as unidades que estão sob a responsabilidade da entidade, incluindo a TV e Rádio Cultura. 

Crédito:Reprodução


O material foi elaborado por uma equipe multidisciplinar de integrantes da entidade mantenedora com apoio da Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA/USP).


"O Código busca garantir os valores éticos da FPA para a construção de uma sociedade mais justa, igualitária, participativa e democrática, valorizando características de liberdade, tolerância e transparência em todas nossas atividades. Objetiva também que esses valores sejam cumpridos, sem exceção, e que sejam assimilados e realizados por todos os integrantes ou aqueles que representam a FPA", disse a vice-presidente da Fundação, Rose Gottardo, ao Portal IMPRENSA. 


Rose considera que a criação do Código tem uma importância imprescindível nos dias atuais. "O assunto está no topo das preocupações dos líderes nas mais diversas organizações. Com isso, a FPA fortalece a governança corporativa, fomentando medidas de integridade, por meio da transparência, equidade e responsabilidade corporativa."


A elaboração do guia levou quatro meses de trabalho dos envolvidos. O processo teve quatro fases e todos os colaboradores, diretores e conselheiros da Fundação tiveram oportunidade para apresentar contribuições antes que o material final fosse avaliado e aprovado pelo Conselho Curador da entidade.


Leia também:

Governo deve mudar comando da Secretaria de Comunicação
Ex-governador Geraldo Alckmin vira comentarista da TV Gazeta