Rede TV! amplia investimentos em conteúdo esportivo e vai transmitir Sul-Americana e Italiano

Redação Portal IMPRENSA | 12/02/2019 12:37

A Rede TV! está aumentando seus investimentos no segmento de transmissões esportivas. A emissora acaba de anunciar sua parceria com a plataforma de streaming DAZN para transmitir com exclusividade a Copa Sul-Americana e o Campeonato Italiano pela TV aberta no país. Os jogos serão transmitidos ao vivo. 

Crédito: Divulgação/Conmebol

O contrato de um ano foi firmado em sistema de sub-licenciamento. Para a Copa, está prevista a exibição de 12 jogos da temporada 2019. As transmissões serão realizadas às quartas ou quintas-feiras, sempre às 21h30. 


O primeiro jogo a ser transmitido será a estreia do Corinthians na competição. O Timão vai enfrentar o argentino Racing nesta quinta-feira (14), às 21h30, na Arena Corinthians. 


A Rede TV! transmitirá o Italiano aos sábados, logo após a Premier League. Entre março e maio serão transmitidos 11 jogos da atual temporada. O acordo também prevê a transmissão completa da temporada 2019/2020. Serão 34 jogos exibidos entre agosto e maio. 


"Novamente a RedeTV! inova ao fazer uma parceria entre uma televisão aberta e um aplicativo de streaming. Com a chegada da Sul-Americana e do Campeonato Italiano, somados a Premier League, a emissora consolida-se hoje como um dos principais players na área esportiva. É um marco na minha gestão à frente do Esporte e uma satisfação poder oferecer o melhor futebol do mundo ao nosso público", disse Franz Vacek, superintendente de jornalismo, esportes e digital da RedeTV!. 


Para o diretor de marketing da DAZN, Johnny Devitt, a parceria é um movimento estratégico importante para a empresa. "Esta é uma parceria importante e estratégica que fará com que milhões de fãs de futebol possam ver seus times e jogadores favoritos de graça. Ao mesmo tempo, a parceria irá construir o perfil da marca DAZN nos lares em todo o país como o destino para assistir aos campeonatos", afirmou.


Leia também:
"Nunca foi tão necessário fazer jornalismo independente. Nunca também foram tão sofisticados os modelos para tentar dificultar ou impedir o trabalho da imprensa", diz presidente da ANJ
Grupo Les Échos-Le Parisien formaliza programa de paridade de gênero