Dois jornalistas são assassinados dentro de uma rádio no Afeganistão

Redação Portal IMPRENSA | 07/02/2019 10:43

Dois jornalistas foram assassinado enquanto trabalhavam dentro do prédio da rádio Hamseda, no Afeganistão. O crime aconteceu na quarta-feira (6). 

Crédito: Reprodução/RSF

A emissora fica na vila de Tâloqân, na província de Takhar, na região norte do país. Onze pessoas trabalham no local, sendo sete mulheres. Proprietária da rádio, Simin Hosseini, informou não ter recebido nenhuma ameaça antes do ataque. 


De acordo com relatos da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), dois homens armados entraram no prédio e perguntaram pelos responsáveis. Na sequência, atiraram contra os dois funcionários. 


Arya, de 28 anos, trabalhava no setor de informática, Rahmani, dois anos mais jovem, fazia a apresentação de um programa. A polícia local abriu uma investigação sobre o crime. 


"A RSF apresenta suas condolências à família e aos amigos de Shafiq Arya e Rahimullah Rahmani. Nós pedimos à polícia afegã para realizar uma investigação rigorosa para identificar o mais rapidamente possível os responsáveis e aqueles que comandaram esses ataques", disse Réza Moini, responsável pelo escritório da RSF do Irã-Afeganistão.  


O Afeganistão é um dos países em guerra mais perigosos para o trabalho jornalístico. Ele ocupa a 118ª colocação no ranqueamento realizado pela RSF sobre liberdade de imprensa. 


Leia também:
Relatório alerta para retração da liberdade no mundo pelo 13º ano consecutivo

Banco Mundial lança plataforma com indicadores de desenvolvimento sustentável