"Saber que o exercício da minha função faz diferença e perceber carinho, reconhecimento e respeito dos meus alunos é motivo de eterna gratidão", diz bicampeã

Redação Portal IMPRENSA | 14/01/2019 16:56

Duas vezes vencedora no Professor IMPRENSA, a educadora Safira Geovanna Sousa Rabêlo, da Faculdade Estácio de São Luís (MA), tem plena consciência de seu papel na formação das próximas gerações de comunicadores. Premiada na categoria Professor Universitário pela região Nordeste em 2018, na edição de 2017, ela já havia vencido como Orientadora de TCC, além de também ter sido finalista nessa mesma categoria em 2018.

Crédito:Arquivo pessoal

"Ser vencedora, pelo segundo ano consecutivo no Prêmio Professor Imprensa, representa muita honra, orgulho e gratidão! Só o fato de concorrer já é motivo de orgulho e alegria, pois o Prêmio Professor Imprensa é referência em nível mundial quando reconhece os melhores profissionais de comunicação a nível nacional. Saber que o exercício da minha função enquanto docente faz a diferença, que eu realmente educo para transformar, e perceber todo esse carinho, reconhecimento e respeito dos meus alunos é motivo de eterna gratidão!", agradeceu Safira.

Na tarefa de contribuir para a formação de seus alunos, a educadora destaca a ética profissional como pilar primordial desse processo. "Um verdadeiro comunicador não pode deixar de lado o seu código de ética e conduta, devendo sempre ter como base o contato, o diálogo, a ação e o efeito de comunicar regido pelos princípios éticos e morais. Ele precisa ter habilidades e competências com ênfase no senso crítico, reflexivo e argumentador, sendo capaz de ouvir e respeitar ao próximo!."
 

A busca constante pelo conhecimento e a atenção ao mundo que o rodeia também são fundamentais para o exercício profissional, ressalta Safira. "Um bom comunicador deve ser antenado, informado com tudo o que está acontecendo ao seu redor, ser conhecedor das novas tendências mercadológicas, ter conhecimento enciclopédico o mais vasto possível e bom hábito de leitura. Nunca deve ter uma atitude condescendente e sim saber respeitar a inteligência do seu público. Deve ser um profissional com uso de linguagem clara, objetiva, envolvente e interativa", complementou.


Sobre o projeto
 
Promovido pelo Portal IMPRENSA, o projeto está em sua 4ª edição e reconhece os professores que constroem o futuro da comunicação no Brasil por meio de seus alunos.
 
O Professor IMPRENSA é o único título que o docente de comunicação recebe que leva em conta o relacionamento, a confiança e parceria no processo de aprendizagem profissional. Apontamos nesta homenagem a diferença que o professor faz na vida acadêmica e profissional dos estudantes.
 
Esta edição conta com o apoio da Intercom - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, da Jeduca – Associação de Jornalistas de Educação, da ABEJ - Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo, e da ABPEducom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação.
 
No site www.portalimprensa.com.br/professorimprensa, conheça os vencedores desta edição e confira os depoimentos dos professores indicados comentando os principais desafios que identificaram como docente no curso de comunicação, e as oportunidades junto aos alunos.


Leia também:

"Em época de transformações, estudante precisa entender novas lógicas de processos comunicacionais", alerta educador premiado