“Preocupem-se com seu negócio”, aconselha Piechota, pesquisador da Harvard e Oxford

Redação Portal IMPRENSA | 14/11/2018 22:01
Na palestra show, Grzegorz Piechota, pesquisador da Universidade de Oxford e da Escola de Negócios da Harvard, convida os editores a mudarem seus modelos de negócios.
Crédito:Alexandra Itacarambi

Piechota afirma que a disrupção do negócio partiu dos consumidores (do público) e não dos grandes players, como o Facebook e o Google, por isso temos que olhar para nossa audiência. As pessoas em geral odeiam procurar por conteúdo, pesquisar, eles querem uma curadoria.

Na palestra, divide a disrupção digital em 3 fases: a primeira define como a fase “sem limites” para histórias individuais, a segunda fase da “não intermediação”, e por fim a fase da “dissociação”, na qual os veículos de comunicação disponibilizaram todo seu conteúdo por várias plataformas. Veja um trecho desta fala:


O pesquisador traz alguns exemplos interessantes pelo mundo como The Guardian, que se colocou como um movimento jornalístico para angariar seus assinantes. Tem até a diversificação do negócio, como o caso do Dominion Post, que vende para seus assinantes até plano de saúde.

O pesquisador é enfático, diz que se fosse o Mark Zuckerberg diria aos editores “preocupem-se com seu negócio”. E profetiza que a relação direta e a lealdade com seu consumidor é fundamental para o novo modelo de negócio.

Para conferir a programação e os destaques do Digital Media Latam 2018, que acontece até o dia 16 de novembro em Bogotá, na Colômbia, acesse o site.

Leia também