Após ameaças de bomba, Trump culpa imprensa por clima de agressividade

Redação Portal IMPRENSA | 25/10/2018 11:42
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a disparar contra a imprensa. Um dia depois da descoberta de envios de pacotes suspeitos de conterem bombas à sede da CNN, às residências da ex-candidata Hillary Clinton e do ex-presidente Barack Obama, entre outros, o governante responsabilizou a imprensa pelo clima de agressividade no país. 
Crédito:Reprodução


Em uma postagem feita em sua conta no Twitter, Trump abandonou o tom conciliador utilizado logo após as tentativas de ataque da véspera. "Uma parte muito grande da raiva que vemos hoje em nossa sociedade é causada por reportagens propositalmente falsas e imprecisas da grande mídia às quais me refiro como fake news. Isso se tornou tão ruim e odioso que está além de qualquer descrição. A grande mídia deve limpar seus atos, rápido", escreveu. 

O Serviço Secreto americano ainda investiga as tentativas de atentado. Além da CNN, crítica do governo Trump, os alvos eram todos pessoas ligadas ao Partido Democrata, opositor do presidente. Os ataques tornaram ainda mais tenso o ambiente que precede as eleições parlamentares nos Estados Unidos, que podem reverter a vantagem atual do Partido Republicano no legislativo. 


Leia também:
Pacotes com suspeita de bomba são enviados à CNN, Hillary, Obama e governador de NY
Jornalista japonês é libertado após três anos sequestrado pela Al Qaeda