O empenho diário é determinante na motivação e formação dos futuros profissionais, destacam professores

Gisele Sotto, em colaboração | 24/10/2018 12:22
Fernanda Elouise Budag vê o Professor IMPRENSA como um reconhecimento pela dedicação que os professores indicados têm à profissão e aos estudantes e que envolve também a “luta que travamos diariamente acreditando que estamos contribuindo de alguma forma, mesmo que minimamente, para o crescimento pessoal desses futuros profissionais que passam por nós”.
Crédito:Fotos Divulgação
Denise Paiero, Fernanda Budag, Raquel Lobão e Sérgio Bialski, finalistas do Professor IMPRENSA


Docente na FAPCOM - Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação, em São Paulo, Fernanda reforça que todas as atividades que giram em torno da docência consomem muito tempo e energia, só que toda esta dedicação vale a pena. “A indicação ao Professor IMPRENSA representa, de certo modo, uma evidência de que estou no caminho certo”, comenta a professora finalista na categoria ‘Orientador de TCC’

Raquel Lobão tem percepção semelhante e afirma que vale a pena todo o esforço diário de transformar vidas por meio da educação. 

Professora na UCP - Universidade Católica de Petrópolis, Escola de Comunicação e Design Digital do Instituto Infnet – ECDD, e Centro Universitário Carioca – UNICARIOCA, no Rio de Janeiro, Raquel comenta que numa época sombria e de incertezas, iniciativas como esta são essenciais. “É um alento ao coração perceber que ainda existem iniciativas como o projeto Professor IMPRENSA, que se dedicam à valorização do docente de comunicação”, destaca a finalista na categoria ‘Professor Universitário’.

Além da valorização e motivação do docente, Sérgio Bialski fala de uma importante função do Professor IMPRENSA, “que coloca a educação universitária no papel de destaque que a ela cabe nas sociedades desenvolvidas e comprometidas com o futuro”. 

Para o professor da Universidade Anhembi Morumbi e ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, em São Paulo, "o saber precisa ter sabor" e o segredo para conseguir colher resultados relevantes em termos de aproveitamento acadêmico é manter os alunos motivados. “Alunos engajados reconhecem o trabalho docente, divulgam-no para seus pares e buscam mais ativamente participar de seu próprio processo de educação continuada”, complementa Bialski, que é finalista na categoria ‘Professor Universitário’. 

Denise Paiero, professora na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, fala que o Professor IMPRENSA dá a dimensão do trabalho desenvolvido em sala. “Enquanto estamos na sala de aula ou orientando nem sempre é possível perceber como nosso trabalho está sendo visto pelos alunos, que são a razão da nossa profissão. O prêmio nos dá essa resposta”, esclarece a finalista da categoria ‘Orientador de TCC’, que recebeu a notícia da indicação com surpresa e felicidade. 

Sobre o projeto 

Promovido pelo Portal IMPRENSA, o Professor IMPRENSA reconhece os docentes que constroem o futuro da comunicação no Brasil por meio de seus alunos. 

É o único título que o professor de comunicação recebe que leva em conta o relacionamento, a confiança e parceria no processo de aprendizagem profissional. Apontamos nesta homenagem a diferença que o professor faz na vida acadêmica e profissional dos estudantes.
 
Esta edição conta com o apoio da Intercom - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, da Jeduca – Associação de Jornalistas de Educação, e da ABEJ - Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo.

Conheça os professores mais indicados nas cinco regiões do Brasil. A etapa de votação popular segue até o dia 14 de novembro. Para prestigiar os professores com seu voto, é só acessar o site www.portalimprensa.com.br/professorimprensa

Leia também