"Sem imprensa livre não há democracia", diz presidente do TSE

Redação Portal IMPRENSA | 22/10/2018 13:40
"Sem imprensa livre não há democracia", afirmou a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, em pronunciamento à imprensa. A ministra negou que a Justiça Eleitoral tenha falhado no combate às fake news, mas reconheceu que a instituição ainda não encontrou a resposta exata para o problema. 
Crédito:José Cruz/Agência Brasil
"Nós entendemos que não houve falha alguma da Justiça Eleitoral no que tange a isso que se chama fake news. A desinformação é um fenômeno mundial que se faz presente nas mais diferentes sociedades. Gostaríamos de ter uma solução pronta e eficaz, de fato, não temos", declarou. Reiterando a lisura do processo eleitoral brasileiro, Rosa Weber disse que "a Justiça Eleitoral não combate boatos com boatos. Há um tempo para a resposta responsável."

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a Polícia Federal lavrou 245 termos circunstanciados e 469 inquéritos policiais para apurar as denúnicas de crimes eleitorais no primeiro turno. As principais ocorrências diziam respeito a propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos. 

"Aqueles que têm interesse de produzir notícias falas fiquem sabendo que não existe anonimato na internet e a Polícia Federal tem tecnologia e recursos humanos para chegar neles aqui ou em qualquer lugar do mundo", ressaltou Jungmann.