“O mais consistente evento de jornalismo digital da América Latina”, comenta Marcelo Rech sobre o Digital Media LATAM

Gisele Sotto, em colaboração | 28/09/2018 11:10
Desde 2009, a WAN-IFRA (World Association of Newspapers and News Publishers) Americas vem promovendo conferências em diferentes países da América Latina. Em 2018, o Digital Media LATAM (DML) vai acontecer em Bogotá, na Colômbia, entre os dias 14 a 16 de novembro. As inscrições já estão abertas pelo site.

Considerado o principal evento de transformação digital da mídia na América Latina, o DML traz em sua programação conferências, workshops, aulas magnas, além da cerimônia de entrega do LATAM Digital Media Awards, que reconhece os melhores projetos de mídia digital em 10 categorias. Entre os veículos brasileiros que já foram reconhecidos pela premiação estão Folha de S. Paulo, Grupo RBS, Estadão, Rede Bahia, Correio e Jornal EXTRA.
Crédito:Franco Rodrigues
Marcelo Rech, presidente da ANJ

E o Brasil também se destaca por sua atuação junto a WAN-IFRA. Em entrevista ao Portal IMPRENSA, Marcelo Rech, presidente da Associação Nacional de Jornais – ANJ, lembra que historicamente o Brasil é um país com forte atuação na entidade. “O primeiro atino-americano a presidir a entidade, entre 1996 e 98, foi o presidente emérito do Grupo RBS, Jayme Sirotsky".
l
Andrea Rodríguez Plata, coordenadora de comunicação da WAN-IFRA Americas ressalta o objetivo do congresso de mídia digital, que é ajudar a desenhar o futuro da mídia no continente. “Normalmente discutimos tópicos como monetização, paywalls, audiência, marketing, plataformas, mobile, big data, conteúdo de qualidade, desinformação e narrativas visuais. É uma reunião intensa de três dias, na qual os executivos da mídia têm a oportunidade de aprender com os melhores, se inspirar e fazer networking”, comenta. 

Entre os convidados já confirmados para esta edição do DML estão Raju Narisetti da Columbia University (USA), que vai abordar questões relacionadas ao paywall e ao modelo de negócio dos veículos; Shailesh Prakash do The Washington Post, que vai comentar a transformação deste veículo de um jornal local para uma das referências internacionais da indústria de mídia; e Alba Mora Roca do AJ+ Español, que vai falar do projeto de fact checking que vem desenvolvendo nesta plataforma digital, conhecida por abordar temas globais com uma perspectiva local e humana.
Crédito:Divulgação / WAN-IFRA
Leonardo Mendes Junior, diretor de redação da Gazeta do Povo (PR), foi convidado do Digital Media LATAM 2017
O presidente da ANJ considera o Digital Media LATAM o mais consistente evento de jornalismo digital da América Latina. “O DML aponta tendências, mas trata de casos reais, não de experimentações ainda não devidamente testadas. Assim, é muito útil aos participantes, que voltam para casa com uma série de inspirações para colocarem em prática”, afirma.

Marcelo Rech ainda destaca a importância do relacionamento estreito com a WAN-IFRA, citando o 70º World News Media Congress, que foi promovido em junho deste ano pela entidade e reuniu, em Portugal, cerca de 800 profissionais das maiores empresas jornalísticas do mundo. 

Neste congresso mundial de news media, o Brasil teve a oportunidade de colocar em evidência seus talentos, com o apoio da ANJ. “Sugerimos uma série de cases de jornais brasileiros e tivemos três palestras, entre elas uma sessão específica para falar de experiências brasileiras inovadoras. Participaram como palestrantes representantes da Zero Hora, da Folha, de O Globo e da Gazeta do Povo", comenta Rech.

Para se inscrever e conferir a programação completa do Digital Media LATAM 2018 é só acessar o site. E veja abaixo os destaques da edição de 2017, que aconteceu em Buenos Aires, na Argentina. 


Leia também