Apresentadora de TV americana anuncia a morte da própria filha em noticiário

Redação Portal IMPRENSA | 14/09/2018 15:47

O trabalho do jornalista reserva várias dificuldades no dia a dia e, invariavelmente, o profissionalismo precisa estar acima de qualquer coisa. Uma apresentadora americana sentiu isso na pele na última semana. Ao falar sobre a crise dos opioides (derivado do ópio), Angela Kennecke anunciou também a morte de sua filha por overdose.

Crédito:Facebook
Angela revelou seu drama na tentativa de tocar as famílias para a crise dos opioides

Jornalista da CBS Kelo, Angela perdeu Emily, de 21 anos, em maio. Porém, até o momento em que decidiu divulgar aos seus telespectadores, a informação da causa da morte era desconhecida do público.


“Nos últimos anos, trouxemos muitas notícias sobre a crise dos opioides, mas agora epidemia chega aos lares de maneira trágica e devastadora, para mim, pessoalmente”, diz a apresentadora, antes de uma breve pausa para respirar fundo e prosseguir.  “No dia 16 de maio, minha filha de 21 anos, Emily, morreu de overdose. A causa da morte foi envenenamento por Fentanil (um potente anestésico e analgésico opioide de uso restrito)”.


Em seguida, enquanto eram exibidas imagens de sua filha em momentos felizes, a apresentadora continuou falando sobre sua dor. “Perder uma filha, especialmente de maneira repentina e impactante, virou minha vida de cabeça para baixo. Nunca imaginei que um membro da minha família seria parte das estatísticas que anunciamos no noticiário da noite. Nem eu, nem minha família vamos nos recuperar da perda da minha talentosa, inteligente e linda filha Emily”.


A apresentadora prosseguiu e disse que seu doloroso anúncio tinha como objetivo conscientizar as famílias para o perigo silencioso das drogas. Angela argumentou que a revelação de sua tragédia pessoal pode ser um ponto de partida para a mudança e que é necessário alcançar melhores formas de tratamento para os dependentes.


Nos Estados Unidos, já foi declarada a epidemia dos opioides. Entre 2014 e 2017, o número de mortes causadas pelo Fentanil aumentou 540%, de acordo com dados divulgados pelo governo. Inclusive, o cantor Prince morreu há dois anos justamente por overdose desta mesma droga.

Veja abaixo o vídeo em que Angela Kennecke faz anúncio da morte de sua filha.


Leia Mais
Demitido, apresentador grava vídeo com presença do chefe e o acusa de assédio moral
Apresentadora é demitida da Record após escrever no Instagram que tem saudade do Globo Esporte