Brasil tem nove indicados nas quatro categorias do Prêmio Gabriel Garcia Márquez

Redação Portal IMPRENSA | 14/09/2018 11:19

O jornalismo brasileiro está em peso na disputa pelo Prêmio Garcia Márquez, que reconhece os melhores trabalhos ibero-americanos no ano. Na penúltima fase de classificação, foram selecionadas 40 histórias, nove delas do Brasil.

Crédito:Reprodução
Os vencedores das quatro categorias serão anunciados dia 4 de outubro, na Colômbia

A informação foi divulgada pela FNPI (Fundação Gabriel Garcia Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-Americano). No geral, foram inscritos 1.714 trabalhos para a sexta edição desta premiação.


O Brasil está concorrendo nas quatro categorias criadas pela FNPI. Como texto, a Revista Piauí conseguiu entrar com duas reportagens: “Meu Guri” e “O massacre de Pau D’Arco”.


Na categoria imagem, os classificados são o Jornal o Globo (“Aqui no Haiti”), a Agência Pública (“Feridos pelo Estado”) e a Globo News (“Filhos de Ruanda”).


O G1 (“Monitor da Violência”) e a Revista Época (“Crime sem Fronteiras”) concorrem como melhor cobertura.


Na categoria inovação, os candidatos brasileiros são Metrópoles (“Chacinas nos presídios: Conheça as 123 histórias dos detentos mortos”) e a AFP-Brasil (“Balas Perdidas”).


Nos próximos dias – a FNPI não especifica a data – serão anunciados os três finalistas de cada categoria. Os vencedores serão premiados no dia 4 de outubro, durante o Festival Gabriel Garcia Márquez de Jornalismo, em Medellín, na Colômbia.


Leia Mais

SIP premia mídia independente da Nicarágua e portal brasileiro recebe menção honrosa

Entidade oferece bolsas para jornalistas atuarem como correspondentes na Alemanha