Eleições 2018: Twitter divulga medidas para combater fake news durante campanha eleitoral

Redação Portal IMPRENSA | 13/08/2018 11:50

O Twitter divulgou uma série de medidas para combater a disseminação de fake news durante as eleições. As informações são da Agência Brasil.

Crédito:Pixabay


De acordo com a nota divulgada pela empresa, na semana passada, um dos focos será a verificação de contas de candidatos e partidos, de modo a coibir perfis falsos que possam divulgar informações e causar confusão nos eleitores.


Outra medida será o combate de “contas automatizadas mal-intencionadas e/ou que disseminam spam”, perfis falsos ou os chamados robôs (ou bots, no termo em inglês popularizado). Nesse sentido, a empresa informou, via assessoria, que aprimorou também o processo de abertura de contas e fez auditoria nos perfis já existentes.


Em maio de 2018, os sistemas do Twitter identificaram e contestaram mais de 9,9 milhões de potenciais contas de spam ou automatizadas por semana. Este volume representa um aumento em relação aos 6,4 milhões de contas em dezembro de 2017 e 3,2 milhões em setembro do ano passado.


A rede social também vai organizar sessões de perguntas e respostas com os candidatos, com o intuito de “facilitar o contato direto entre os candidatos e seus eleitores”.  Além disso, a companhia firmou parceria com alguns veículos de mídia – como Band, RedeTV, Estadão, Rádio Jovem Pan, Revista Istoé e Catraca Livre – para a transmissão pela plataforma dos debates com os concorrentes à Presidência da República e aos governos de São Paulo e do Rio de Janeiro.


Leia mais

Fake news: WhatsApp cria vídeo explicativo para orientar usuários e coibir mensagens falsas

Fake news: Grupo Globo lança serviço de checagem unindo todos os seus canais de comunicação

Fake news: robô @fatimabot estreia no Twitter para mapear notícias falsas durante eleições