Fake news: Grupo Globo lança serviço de checagem unindo todos os seus canais de comunicação

Redação Portal IMPRENSA | 30/07/2018 09:47

Na tentativa de inibir a disseminação de fake news, o Grupo Globo lança, nesta segunda-feira (30), a seção Fato ou Fake, no G1 A ideia é identificar mensagens falsas que circulam pela internet, redes sociais ou aplicativos como o WhatsApp.  As informações são do G1.

Crédito:Reprodução G1


A checagem será feita diariamente e em conjunto por jornalistas de todas as plataformas do Grupo Globo: G1, O Globo, Extra, Época, Valor, CBN, GloboNews e TV Globo. A seção substituirá a atual editoria É ou não É do portal.


Para auxiliar na apuração e esclarecimento dos fatos, o G1 colocará o "bot" (robô) no Facebook e no Twitter para responder aos internautas o que é falso ou verdadeiro, caso o assunto já tenha sido verificado. O público também poderá, por meio de um número de WhatsApp, ver os links das checagens realizadas. Para ter acesso ao serviço é preciso fazer cadastro.


Entre outros assuntos, a equipe do Fato ou Fake também irá checar discursos de políticos, conferindo selos às declarações (veja quais são ao final deste texto). O objetivo é confrontar as versões dadas como oficiais e impedir a difusão de rumores.


Leia mais

Fake news: Facebook exclui 196 páginas e 97 perfis no Brasil sob acusação de serem falsos

Fake news: robô @fatimabot estreia no Twitter para mapear notícias falsas durante eleições

YouTube lança medidas para valorizar conteúdo jornalístico e combater fake news