Jornalista mexicano é assassinado a tiros no litoral caribenho

Redação Portal IMPRENSA | 24/07/2018 14:52

O jornalista Rubén Pat Cahuich foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (24), no centro de Playa del Carmen, situada no litoral caribenho. A informação, confirmada por autoridades policiais, foi divulgada pela AFP, Yahoo e UOL.

Crédito:Reprodução Facebook


Segundo a reportagem, Cahuich foi baleado do lado de fora de um bar e morreu na hora. Com este homicídio sobe para oito o número de jornalistas assassinados no México só neste ano.


Rubén Pat Cauich era colaborador de vários veículos impressos e digitais de Playa del Carmen, além de ser proprietário da revista Playa News.


Os promotores disseram que o crime aconteceu para tentar "intimidar" outros jornalistas.


Em sua página no Facebook a Revista Playa News exigiu respostas do governo do estado sobre o assassinato do jornalista: “Dia negro para o jornalismo, matando os jornalistas vocês não vão calar a verdade, descanse em paz meu grande amigo Ruben Pat Cahuich...”


O México foi o segundo lugar mais perigoso do mundo para os jornalistas no ano passado, atrás apenas da Síria, devastada pela guerra civil, com 11 assassinatos, segundo o Repórteres Sem Fronteiras. 


Leia mais

Jornalista filipino é baleado e morto quando chegava à rádio para apresentar seu programa

MPF pede investigação sobre ameaças virtuais e reais ao jornalista Leonardo Sakamoto

Nomes de jornalistas mortos no México e na Colômbia entrarão em memorial de museu dedicado à liberdade de imprensa