Assédio sexual: vocalista do Kiss fecha acordo com jornalista para encerrar processo

Redação Portal IMPRENSA | 11/07/2018 13:34

O vocalista, baixista e cofundador da banda Kiss, Gene Simmons, assinou um contrato com uma jornalista (o nome não divulgado) que o acusou de assédio sexual durante uma entrevista em um cassino na Califórnia, nos Estados Unidos, em novembro de 2017. As informações são do site da Revista Rolling Stone e do Wikimetal.

Crédito:Veja.com/Folhapress


Apesar de não terem sido divulgados detalhes do acordo, segundo a Billboard as duas partes concordaram em suspender e encerrar o caso, e terão que formalizar este pedido perante a justiça. Em uma declaração, a defesa da vítima contou que “ela o processou pois queria dar um recado claro de que este comportamento é inaceitável”.


O processo foi registrado pela acusadora de forma anônima e diz que o músico de 68 anos teria repetidamente tentado colocar as mão dela em seu joelho, além de tê-la segurado pelo pescoço, respondido às perguntas com frases de cunho sexual e a apalpado. Simmons negou todas as acusações.


No processo, ele respondia por assédio, violência de gênero, maus-tratos e agressão.


Leia mais

Quais são os avanços e retrocessos ligados à questão da mulher na comunicação?

Ex-executivo da Fox News assume comando da comunicação da Casa Branca (EUA)

Jornalista registra BO contra vereador de Várzea Grande (MT) por assédio moral