Comunicação está de luto. Faleceu o seu apóstolo – José Marques de Melo

Redação Portal IMPRENSA | 21/06/2018 11:07
“Um apóstolo da comunicação, realizador de utopias”, foi assim que Antonio Hohfeldt, ex-presidente da Intercom, definiu José Marques de Melo no perfil em sua homenagem, que redigiu para a edição especial da Revista IMPRENSA sobre Jornalismo e Educação, veiculada em outubro/novembro de 2017. 
Crédito:Montagem de fotos / Cícero Rodrigues

Relembrando a trajetória do idealizador da Intercom, que soube como ninguém orientar e abrir caminho para os jovens jornalistas, Hohfeldt comenta que “Marques de Melo começou como jornalista em um jornalzinho da escola, depois virou repórter em Maceió. Quando chegou a Recife para estudar direito, mas fez vestibular para jornalismo, só estava dando continuidade às tendências e às vontades que já revelara antes. Ele queria ser jornalista. A cátedra professoral entrou em sua vida meio que por acaso, mas ele a abraçou”.

E completa, falando do seu legado. “Melo tem ensinado a muitas gerações que o mais importante é trabalhar junto. E mesmo agora, com algumas dificuldades de saúde, ele não desiste: está sempre propondo novas ações, articulando novos movimentos, convidando e provocando novos professores e alunos a se aliarem a ele e, juntos, concretizarem esses projetos”.

No dia 15 de junho deste ano, o professor José Marques de Melo completou 75 anos e, como ressalta Hohfeldt, estava “tão ou mais disponível ao novo e ao desafio como quando tinha 18 anos. Isso o mantém vivo enquanto um verdadeiro apóstolo da comunicação”. 

Leia abaixo alguns dos artigos redigidos por Marques de Melo em sua coluna Campus, na Revista IMPRENSA.