Um dos criadores do "New Journalism", Tom Wolfe morre aos 88 anos

Redação Portal IMPRENSA | 15/05/2018 16:55

O escritor e jornalista norte-americano Tom Wolfe morreu aos 88 anos nesta segunda-feira, 14, em um hospital de Nova York, de acordo com a reportagem do jornal The Guardian. A agente de Wolfe, Lynn Nesbit, informou que ele estava internado por causa de uma infecção.

Crédito:Reprodução

Nascido em Richmond, o jornalista se radicou em Nova York a partir de 1962, onde passou a trabalhar no The New York Herald Tribune, apesar de ter graduado em um cruso de direito. Antes, já havia colaborado com o Springfield Union e o Washington Post


Wolfe foi um dos expoentes e considerado um dos criadores da escola de jornalismo literário que ficou conhecida como “New Journalism” e escreveu livros como “Fogueira das Vaidades” e “Radical Chique”. O último título lançado no Brasil foi “O Reino da Fala”, em 2016, publicado pela editora Rocco.


Leia mais:

"Sempre pensei no jornalismo como uma forma potencial de arte", diz Gay Talese

Editor-executivo do "NYT" responde artigo sobre declarações polêmicas de Gay Talese

Tom Wolfe diz que história de Snowden é "maravilhosa para o jornalismo"