Polícia Civil prende suspeito do latrocínio de jornalista em Porto Alegre

Redação Portal IMPRENSA | 19/01/2018 13:00

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul informou nesta sexta-feira (19) ter prendido um dos dois suspeitos de matar o jornalista Carol Majewski, morto com 30 facadas no pescoço no último noite de domingo (14), em Porto Alegre.

Crédito:Divulgação/Facebook
20180116 Carol Majewski


De acordo o portal Zero Hora, o suspeito detido, de 19 anos, confessou o crime, mas negou a autoria das facadas na vítima. O outro suspeito, de 21 anos, ainda não foi localizado, mas teve a prisão temporária decretada pelo Poder Judiciário. Em depoimento, o preso disse que o jornalista percebeu que seria roubado durante o encontro e reagiu.


O delegado responsável pelo caso acredita que o roubo tenha sido premeditado, já que o jornalista mantinha relacionamento com um dos suspeitos e pediu a este para que lhe apresentasse a um amigo no dia do crime. A principal prova da polícia civil é uma imagem do circuito interno de câmeras de segurança do condomínio onde morava a vítima.


O corpo de Majewski, de 57 anos, acabou sendo encontrado pelo filho um dia depois do crime. O jornalista trabalhou até 2011 como assessor de imprensa da seção gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).