Pesquisa afirma que 64% dos jornalistas latino-americanos desaprovam Temer

Redação Portal IMPRENSA | 16/02/2017 15:30

Em pesquisa da Ipsos, formadores de opinião da América Latina foram questionados sobre como enxergam a atuação de 11 chefes de Estado da região. Os líderes com maior aprovação entre os entrevistados são Juan Manuel Santos, da Colômbia, com 74%; seguido pelo uruguaio Tabaré Vázquez com 70%, e em terceiro lugar Mauricio Macri, da Argentina, com 64%. O presidente brasileiro ficou em nono lugar com aprovação de somente 30%.


Do outro lado, os nomes com maior desaprovação são Nicolás Maduro, da Venezuela (91%); Enrique Peña Nieto, do México (67%); Michel Temer, do Brasil (64%), e o cubano Raúl Castro (64%).


Crédito:ipsos
A maior aprovação de Temer está entre os participantes brasileiros, com 41%, enquanto os jornalistas argentinos são os que mais o desaprovam (72%). Já os entrevistados brasileiros acreditam que a chilena Michelle Bachelet é a melhor presidente, com 73% de aprovação, e o pior líder é  Nicolás Maduro, da Venezuela, com 94% de desaprovação.

A pesquisa também comparou os resultados desta edição com a de 2015, levando em conta apenas os países que continuam com o mesmo presidente nesse intervalo de tempo.  Enquanto o colombiano Juan Manuel Santos lidera nesse ano com 74% de aprovação, há dois anos ele era o vice-líder, com 62% de acordo com seu governo. Em 2015, Tabaré Vázquez do Uruguai tinha o maior índice de aprovação (63%).

Já, Venezuela e México continuaram no fim da lista, apesar de o presidente mexicano ter crescido na avaliação, de 20 para 25%, não alterou sua posição com a de 2015. O líder venezuelano caiu de 12 para 6 % e continua com um índice alto de reprovação.

Realizada entre 11 novembro de 2016 a 23 de janeiro de 2017, a pesquisa aconteceu em 14 países da América Latina e entrevistou 295 formadores de opinião e jornalistas de destaque.

Leia também: