Após dois meses, "Folha de S.Paulo" realiza novos cortes na redação

Vanessa Gonçalves | 12/04/2016 16:45
Atualizado às 18h15

Pouco mais de dois meses após enxugar a redação demitindo pelo menos um jornalista de cada editoria, a Folha de S.Paulo iniciou novos cortes no seu quadro de funcionários.

Crédito:Reprodução
Jornal fez novas demissões

IMPRENSA apurou que, desde a última segunda-feira (11/4), profissionais do jornal estão sendo demitidos. Até o momento, os cortes teriam atingido seis pessoas, entre elas o repórter de política Lucas Ferraz; Fernando Itokazu, que estava no veículo há mais de 20 anos; Denise Chiarato, que foi chefe da agência Folha, editora de Cotidiano e de home do site do jornal; além de Mario Kanno, editor-adjunto de arte.

Procurado, Sérgio Dávila, editor-executivo do veículo, ainda não comentou sobre a nova onda de demissões. O Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo também tentou contato com o jornal e não obteve retorno sobre o assunto.