“A presença de mulheres no campo do jornalismo é marcante”, defende Malu Weber

Vanessa Gonçalves | 05/04/2016 14:30
O mundo da comunicação tem sofrido constantes mudanças ao longo dos tempos. Se antes era um espaço predominantemente masculino, cada vez mais mulheres ganham espaço nas redações e nos departamentos de assessoria de imprensa.
Crédito:Divulgação
Malu Weber, vencedora da categoria “Assessora de Comunicação – Corporativa”,

Malu Weber, vencedora da 11ª edição do Troféu Mulher IMPRENSA  — realizado pelo Portal e revista IMPRENSA, na categoria “Assessora de Comunicação – Corporativa”,  com 25% dos 81 mil votos, sabe bem o quanto pode ser tortuoso e difícil atravessar esse caminho.

Há 14 anos no Grupo Votorantim, desde 2013 lidera globalmente a Comunicação Corporativa, as Relações com a Mídia e a Marca Institucional da Votorantim Cimentos nos 14 países em que a empresa está presente. Porém, nessa caminhada no mundo da comunicação Malu já foi de tudo um pouco. Atuou como repórter, redatora, editora, âncora de jornal, apresentadora, correspondente e assessora de imprensa.

Para ela, essa “ jornada vem sendo construída a várias mãos: seja com o time, com os colegas de trabalho, com os colegas de outras empresas que nos inspiram e que também vêm contribuindo com suas experiências ao longo de todos esses anos”. 

Malu atribui a essa força conjunta a criação de uma rede incrível de relacionamento e de influência, que se multiplica e se alimenta de indicações, de recomendações. A jornalista se fiz honrada pela indicação e, especialmente, por vencer a premiação. Ela acredita que essa “rede” de pessoas, muitas delas sem participar efetivamente de sua trajetória acabaram garantindo sua vitória. “É um privilégio enorme ter a confiança de todos que investiram nesse voto”, diz.
 
A executiva da Votorantim Cimentos acredita que “o reconhecimento do trabalho da mulher em todas as áreas de negócio é relevante para motivar e inspirar outras mulheres a não abrir mão dos seus sonhos e enfrentar seus dilemas e os desafios de tantas jornadas com disciplina, coragem e determinação”. 

Celebrando mais uma conquista profissional, conclui: “A presença de mulheres no campo do jornalismo é marcante, e reconhecê-las também estimula um campo enorme de oportunidades para futuras profissionais”.