Vice tira do ar todos seus canais na web para pedir liberdade de jornalista preso na Turquia

Redação Portal IMPRENSA | 21/10/2015 14:30

Nesta quarta-feira (21/10), as homepages de todos os canais digitais da Vice mundial — quase 100 páginas — ficarão fora do ar das 12h às 14h em protesto pela libertação do jornalista Mohammed Rasool, detido pelas autoridades turcas há dois meses enquanto trabalhava para a Vice News. 

Crédito:Reprodução
Ação visa ampliar apelo pela libertação do jornalista na Turquia

O grupo de mídia informa que os internautas que acessarem qualquer página da Vice encontrarão uma mensagem pedindo ajuda para libertar Rasool por meio de uma petição criada em parceria com o Comitê para a Proteção a Jornalistas (CPJ).

Mohammed Rasool e os repórteres da Vice News, Phil Pendlebury e Jake Hanrahan, foram detidos no dia 27 de agosto deste ano pela polícia. Eles foram acusados de colaborar com uma organização terrorista durante cobertura jornalística na região sudoeste da Turquia.

Pendlebury e Hanrahan foram libertados 11 dias depois. Porém, Rasool segue detido em um presídio de segurança máxima para terroristas. A Vice Media informa que a detenção injusta do repórter é parte da repressão à liberdade de imprensa na Turquia, que silenciou jornalistas locais e internacionais que tentavam fazer seu trabalho na região.

Joel Simon, Diretor Executivo, Comitê para a Proteção a Jornalistas, comentou o caso. “A prisão de Mohammed Ismael Rasool é uma enorme injustiça, que destaca a natureza arbitrária, inconstante e punitiva do sistema judiciário turco. Ela é também um lembrete do papel essencial da equipe de apoio da imprensa, os intermediários, correspondentes contratados, tradutores e motoristas que arriscam suas vidas para trazer-nos as notícias. É por este motivo que devemos nos unir em apoio a Rasool e exigir que o governo turco faça a coisa certa: retirar todas as acusações contra Rasool e liberá-lo imediatamente.

Alex Miller, Chefe Global de Conteúdo da Vice, diz que a empresa não pode ficar parada quando um de nossos próprios jornalistas é detido sob alegações infundadas. "Nossos leitores se preocupam profundamente com a liberdade de expressão, os direitos humanos e a proteção de todos os jornalistas mundo afora, e acreditamos firmemente que eles apoiarão esta causa. Por isso, hoje usaremos toda a rede de canais Vice para pedir ajuda diretamente ao nosso público para assegurarmos a libertação de nosso companheiro".

Leia também
- "Nos sentimos responsáveis", diz jornalista da "Vice" sobre tradutor preso na Turquia