Após Twitter, Egito bloqueia acesso ao Facebook

Redação Portal IMPRENSA | 26/01/2011 16:52
Em meio aos protestos contra o governo do Egito, a rede social Facebook foi bloqueada no país, se juntando ao Twitter, que teve o acesso proibido na última terça-feira (25). 

"Confirmamos com usuários no Egito que o Facebook está bloqueado", disse Jillian York, coordenador do Berkman Center for Internet & Society da Universidade Harvard, que supervisiona o Herdict Web, em e-mail à agência Reuters, segundo informa o Link, do Esadão.

As manifestações contra o presidente Muhammad Hosni Said Mubarak, há trinta anos no poder, atingiram também a Internet. Temeroso da repercussão internacional, o governo contra-atacou bloqueando acesso aos sites que fazem oposição ao regime e às redes sociais que disseminam os protestos por meio de dispositivos móveis. 

A Vodafone egípcia, responsável pela manutenção e operação da maior parte dos celulares no país, negou por meio do Twitter que tivesse qualquer envolvimento com o bloqueio dos sites e afirmou que o problema é geral e afeta todo o Egito.


    Compartilhar     Orkut 
 

Leia mais