Empresa de Xuxa perde ação na Justiça por falta de pagamento de aluguel

Redação Portal IMPRENSA | 13/01/2011 11:35
A apresentadora da Rede Globo, Xuxa Meneghel, perdeu uma ação de despejo para a imobiliária HRS Arcádia na Justiça do Rio, pelo não pagamento do aluguel de um imóvel que abriga uma loja de carros. A concessionária Shine Car, que pertencia à Xuxa, deixou de pagar aluguel por mais de um ano.

Segundo informações do jornal Extra, uma funcionária do estabelecimento alegou que o valor não foi pago devido ao aumento da mensalidade, considerado abusivo. Em novembro de 2010, a Justiça deu ganho de causa à imobiliária e Xuxa teve que retirar a concessionária do local.

Ação contra a Universal

Nesta semana, a apresentadora do programa "TV Xuxa" ganhou um processo que movia desde 2008 contra a Editora Gráfica Universal, responsável pela publicação do jornal Folha Universal. Na época, o veículo afirmou em um texto que Xuxa era satanista e teria vendido sua alma ao demônio por US$ 100 milhões.

A Justiça do Rio de Janeiro condenou a editora a pagar indenização de R$ 150 mil por danos morais a apresentadora, mas pode recorrer da decisão. Além disso, a Folha Universal - que faz parte do grupo de comunicação Universal Produções, do bispo Edir Macedo - terá que publicar, em primeira página, uma nota afirmando que Xuxa "tem profunda fé em Deus e respeita todas as religiões".
                 
    Compartilhar     Orkut 
 
Leia mais

- Justiça condena Folha Universal a indenizar Xuxa por danos morais
- Xuxa move nova ação por Google supostamente ter ignorado decisão judicial