Xinhua Silk Road: a "economia da ecosfera" dará novo ímpeto à globalização, afirma presidente da Yili

PEQUIM, 23 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A "economia da ecosfera", caracterizada pela abertura, a inclusividade, a inovação e a cooperação benéfica para todos trará novo ímpeto à globalização econômica, afirmou nessa terça-feira Pan Gang, presidente da Inner Mongolia Yili Industrial Group Co. Ltd., gigante de laticínios da China.

Xinhua Silk Road Information Service | 23/01/2020 14:57

PEQUIM, 23 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A "economia da ecosfera", caracterizada pela abertura, a inclusividade, a inovação e a cooperação benéfica para todos trará novo ímpeto à globalização econômica, afirmou nessa terça-feira Pan Gang, presidente da Inner Mongolia Yili Industrial Group Co. Ltd., gigante de laticínios da China.

Durante a Conferência sobre perspectivas econômicas da China, realizada durante a Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial (FEM), em Davos, Suíça, Pan Gang declarou que a "economia da ecosfera" está se tornando um importante padrão de desenvolvimento da economia do futuro. Sua declaração despertou muito interesse durante a reunião.

"A Yili construirá uma ecosfera global de saúde para o desenvolvimento do setor de saúde global que será benéfica para todos, e se associará a outras partes para discutir questões relacionadas a saúde para criar um ecossistema sólido e compartilhar os benefícios da saúde e criar um mundo próspero e sustentável", disse Pan.

O tema deste ano do Fórum de Davos é "Stakeholders para um mundo coeso e sustentável". Pan afirmou que o desenvolvimento sustentável do setor de alimentos saudáveis é resultado da cooperação de toda a cadeia mundial que compõe, coletivamente, um ecossistema benéfico para todos.

Pan foi o primeiro empresário do setor de alimentação chinês a se apresentar no Fórum de Davos, quando participou do Fórum de 2006, e recebeu naquele ano o prêmio Jovens Líderes Globais de Davos. Sob a sua liderança, a Yili, que era principal empresa de laticínios da China tornou-se a empresa de laticínios número 1 da Ásia e é atualmente uma das principais empresas em âmbito mundial.

A Yili já está avançando na criação da "economia da ecosfera" por meio da integração das capacidades e recursos globais, como a modernização do Centro de Inovação da Europa na Holanda, a criação do Vale do Conhecimento Alimentício China-EUA, nos Estados Unidos; a apresentação da Base de Produção da Oceania, na Nova Zelândia; a aquisição da Westland, a segunda maior cooperativa de laticínios neozelandesa; a aquisição da Chomthana Co. Ltd., a maior empresa de sorvetes da Tailândia, e a construção do Vale da Saúde e da Inteligência do Futuro Yili, em Hohhot, na China.

Como parte do processo de criação da "economia da ecosfera", a Yili ampliou seu alcance global e sua capacidade internacional por meio de uma ampla colaboração.

A Yili também se uniu a mais de 20 parceiros para criar a Aliança para Desenvolvimento de Parcerias para a Saúde Global (Global Health Partnership Development Alliance); e trabalhou com 13 parceiros estratégicos globais, como a Tetra Pak, Firmenich e Cargill para criar uma rede de fornecimento global e sustentável.

A Yili também compartilha sua visão com parceiros em outros setores, e se uniu ao World Wildlife Fund (Fundo Mundial para a Natureza) para promover a proteção das áreas úmidas e colaborar para a criação de fazendas orgânicas.

A "economia da ecosfera" traz vantagens especialmente no contexto da globalização econômica, disse Pan, que afirmou que uma cooperação entre todas as partes contribuirá para realizar o grande sonho, o conceito de um "mundo com saúde para todos" (World Integrally Sharing Health).

Link original: https://en.imsilkroad.com/p/310689.html

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1080989/Xinhua_Silk_Road_Yili.jpg

FONTE Xinhua Silk Road Information Service