Autoridades sudanesas libertam jornalistas detidos em protestos

Redação Portal IMPRENSA | 23/01/2018 13:30

Autoridades do Sudão libertaram nesta segunda-feira (22) os jornalistas Khalid Abdelaziz, da Reuters, e Abdelmoneim Abu Idris Ali, da Agência France-Presse (AFP), que estavam presos desde a semana passada após participarem da cobertura de protestos nos arredores de Cartum.


Crédito:Montagem/Divulgação
20180123 REUTERS AFP


Outros três jornalistas - Rishan Oshi, Imtinan al-Radi e Magdi al-Agab - foram também libertados no domingo (21).


Ao todo, quinze jornalistas de origem sudanesa, dentre os quais Abdelaziz e Idris Ali, haviam sido detidos por agentes de segurança locais quando cobriam manifestações na capital Cartum e na cidade vizinha Omdurman. Os atos tiveram início neste mês como reação ao aumento dos preços de alimentos no país, principalmente do pão.


A organização Repórteres Sem Fronteiras classificou o Sudão em 174º dentre 180 países em seu Índice Mundial de Liberdade de Imprensa de 2017.


Leia também:

Repórteres Sem Fronteiras denuncia prisão de 15 jornalistas no Sudão