Repórteres Sem Fronteiras denuncia prisão de 15 jornalistas no Sudão

Redação Portal IMPRENSA | 19/01/2018 15:00
A organização não governamental Repórteres Sem Fronteiras (RSF) condenou nesta sexta-feira (19) a prisão de 15 jornalistas que trabalhavam na cobertura de protestos contra aumentos dos preços do pão nesta semana em Cartum, capital do Sudão.
Crédito:Divulgação
20180119 RSF


A maioria dos profissionais foi libertada no mesmo dia, após ser mantida em cárcere por várias horas, mas pelo menos oito seguem detidos. Nenhum deles recebeu acusação até agora.

"É claramente arbitrário manter pelo menos oito jornalistas em detenção, e pedimos a libertação imediata de cada um", disse o secretário-geral da RSF, Christophe Deloire. "As autoridades têm o dever de garantir a segurança dos jornalistas em vez de atacá-los".

Dentre os jornalistas detidos, estão os repórteres Khalid Abdel Aziz, da Reuters, e Abdel Moneim Abu Idriss, da AFP.

Leia também:
CPJ e RSF cobram investigação sobre assassinatos de dois jornalistas brasileiros