Organizações de defesa do jornalismo recebem doação em premiação de cinema

Redação Portal IMPRENSA | 09/01/2018 10:54

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) e o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) receberão, cada um, uma doação de um milhão de dólares da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), que promove e elege os vencedores do Globo de Ouro. O anúncio foi realizado durante a festa de cerimônia da 75ª edição do prêmio, realizada no último domingo (7).
Crédito:Divulgação/Twiiter/Golden Globe Awards
"Nós, jornalistas da HFPA, estamos empenhados em apoiar organizações humanitárias", disse a jornalista indiana Meher Tatna, presidente da associação de críticos, reforçando que o donativo visa auxiliar as duas organizações de defesa do jornalismo a combater o que considera crescentes ameaças à liberdade de imprensa. "E sendo uma associação de jornalistas, somos profundamente conscientes de sua importância, especialmente hoje."

Com sede em Washington, o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação tem notabilizado-se por investigações sobre abuso de poder e corrupção em escala global, por exemplo, a dos chamados “Panama Papers”. "Nunca houve um momento mais importante para salvaguardar a verdade ao apoiar o jornalismo investigativo", agradeceu Gerard Ryle, diretor da ICIJ.

O Comitê para a Proteção dos Jornalistas, que atua para defender jornalistas em todo o mundo, também demonstrou gratidão. "Os jornalistas estão sob uma tremenda pressão nos dias de hoje. Devemos permanecer juntos como profissionais e como parte de uma comunidade global para defender os direitos dos jornalistas que enfrentam os poderosos, onde quer que estejam", disse Joel Simon, diretor executivo do CPJ.