Governo da Venezuela ordena tirar CNN em espanhol do ar

Redação Portal IMPRENSA | 16/02/2017 11:30
Na última quarta-feira (15/2), autoridades da Venezuela ordenaram a saída do ar da emissora de notícias CNN em espanhol, acusada de fazer "propaganda de guerra" contra o governo.



Segundo o UOL, em um comunicado, a Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel), informa que ordenou como "medida preventiva" a suspensão e a "interrupção imediata" das transmissões da "CNN en Español" no território venezuelano.

O órgão afirma que é possível perceber na programação conteúdos que supostamente constituem agressões diretas que atentam contra a paz e a estabilidade democrática da Venezuela".

A Conatel também alega no comunicado que esses conteúdos da emissora "geram um clima de intolerância já que, sem conteúdo probatório e de maneira inadequada, difamam e distorcem a verdade, repetindo as mesmas prováveis incitações de agressões externas contra a soberania da Venezuela".

Em 6 de fevereiro, a CNN em espanhol transmitiu uma reportagem que denuncia um caso de vendas na embaixada venezuelana em Bagdá de passaportes e vistos a pessoas de origem árabe que poderiam estar relacionadas com o terrorismo.

A notícia fala do vice-presidente venezuelano, Tareck El Aissami, como um dos responsáveis.


Leia também: