Justiça arquiva acusações contra chefe de campanha de Trump por agressão a jornalista

Redação Portal IMPRENSA | 15/04/2016 11:00
A Polícia de Júpiter, do estado da Flórida, nos EUA, arquivou por ausência de provas as acusações contra Corey Lewandowski, diretor de campanha do pré-candidato Donald Trump, de agressão em primeiro grau contra a jornalista Michelle Fields.

Crédito:Reprodução
Polícia alegou falta de provas para isentar assessor de Trump por agressão a jornalista

De acordo com a AFP, Michelle queria fazer um questionamento a Trump após uma entrevista coletiva, quando o gerente a agarrou pelo braço com força e a tirou do caminho, quase derrubando-a no chão. À época, ela trabalhava para o site conservador Breitbart.

"Apesar de a evidência neste caso ser legalmente suficiente na avaliação da Polícia para ter acusado o senhor Lewandowski, não é forte o suficiente para cumprir com a condição de probabilidade razoável de uma condenação", disse à imprensa o procurador estadual do condado de Palm Beach, David Aronberg.

Logo após a decisão do Ministério Público estadual, a campanha do magnata publicou um comunicado, dizendo que "o assunto está agora encerrado". 
 
Leia também