Hackers atacam revista eletrônica após publicação sobre o caso "Panama Papers"

Redação Portal IMPRENSA | 06/04/2016 13:00


Na última terça-feira (5/4), a revista eletrônica Inkyfada, da Tunísia, foi atacada por hackers e ficou temporariamente fora do ar, após ter divulgado notícias sobre o caso Panama Papers, envolvendo cidadãos do país.

Crédito:Reprodução
Revista denunciou ataque hacker após divulgar notícias do Panama Papers

A informação foi anunciada pelo diretor editorial da revista, Monia Ben Hamadi, em seu perfil no Twitter. "O nosso site foi alvo de um ataque sério. Os hackers conseguiram colocar falsas informações com o nosso nome", escreveu. Os invasores ainda não foram identificados.

O escândalo gerou polêmica no mundo todo após ser revelado pelo alemão Süddeutsche Zeitung em parceria com o International Consortium of Investigative Journalists (ICIJ). Ao todo, 11,5 milhões de documentos foram vazados do escritório panamenho de advocacia e consultoria Mossack Fonseca e revelaram detalhes de milhares de clientes que utilizam paraísos fiscais no exterior para evasão fiscal, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e armas.

Na China, o governo decidiu censurar reportagens e publicações nas redes sociais sobre o envolvimento de líderes do país no escândalo. Pelo menos 481 tópicos que discutiram o tema foram apagados ao longo da última segunda-feira (4/4).

Leia também