Jornalista russo é expulso da Polônia sob acusação de espionagem

Redação Portal IMPRENSA | 10/12/2015 17:30
O jornalista russo Leonid Sviridov disse em entrevista à Associated Press nesta quinta-feira (10/12) que está sob suspeita de espionagem na Polônia – onde vive e trabalha há muitos anos. O repórter ainda ressaltou que o governo o forçará a deixa o país. 

Crédito:Reprodução/Facebook
Jornalista está sendo forçado a deixar a Polônia

Segundo a AP, Sviridov tem sido acusado pelo governo polonês de trabalhar como espião para o governo russo. Em outubro de 2014, a Agência de Segurança Interna da Polônia já havia classificado o jornalista como "um perigo para o estado polaco". 

Meses mais tarde, o governador de Mazovia, Jacek Kozlowski, demonstrou apoio ao apontamento feito pela agência de segurança. "Tenho certeza de que sua presença [Sviridov] na Polônia é prejudicial ao estado polonês", comentou. 

Em entrevista, o jornalista afirmou que retornará à Rússia no próximo sábado (12/12). Ele, no entanto, ressaltou que também moverá uma ação judicial contra o governo polonês no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos como forma de tentar retornar ao país. 

"Espero voltar a Varsóvia, e espero que isso seja no próximo ano. Se eu fosse realmente culpado por qualquer crime, as autoridades não teriam permitido que eu permanecesse na Polônia por tanto tempo. Agradeço ao governo polonês. Para eles, a vida humana não vale nada", disse. 


Leia também
Rússia condena detenção de jornalistas na Turquia
Ao vivo, apresentador russo revela ser portador do vírus HIV
"Ele se sente bem", diz jornalista sobre colega atingido por fragmentos de míssil russo