RSF critica julgamento de jornalistas ingleses por falta de visto de trabalho na Indonésia

Redação Portal IMPRENSA | 30/09/2015 13:30

A Organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) criticou o julgamento dos jornalistas ingleses, Rebecca Prosser e Neil Bonner, que começou nesta terça-feira (29/9) na Indonésia. Ambos foram presos pela Marinha do país no estreito de Malaca, em maio deste ano, enquanto produziam um documentário sobre pirataria.


Crédito:Reprodução
Rebecca Prosser e Neil Bonner são acusados de atuar como jornalistas sem visto na Indonésia


Segundo o Correio da Manhã, a entidade apelou às autoridades indonésias para que não abusem da legislação de imigração e suspendam de imediato o julgamento dos jornalistas. 


Os profissionais foram detidos por filmar o local sem o visto de jornalista. Em razão disso, Rebecca e Bonner ficaram presos por 125 dias na ilha de Batam, tendo sido apresentados ao tribunal acusados de violar a lei da imigração, cuja pena pode chegar a cinco anos de prisão.


Leia também

- Família de jornalista desaparecido na Síria promove site em parceria com RSF

- Caricaturista sírio é morto após ser torturado em cativeiro, diz RSF

- AFP processa fundador da RSF por manipular foto de refugiados em revista