“Um tsunami de afetos”, diz Socorro Veloso sobre homenagem do Professor IMPRENSA na categoria Professor Universitário pela região Nordeste

Redação Portal IMPRENSA | 21/11/2017 14:40
A 3.ª edição do Professor IMPRENSA, uma iniciativa da Revista e Portal IMPRENSA, com o apoio da Intercom e Jeduca, anunciou os homenageados de 2017 na última segunda-feira (13). Na categoria “Professor Universitário” da região Nordeste, a jornalista Socorro Veloso, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN / RN foi laureada pelos alunos.
Crédito:Arquivo pessoal
“Em 1996 eu era subeditora no jornal O Povo, de Fortaleza, e fazia uma especialização em Teorias da Comunicação e da Imagem na UFC (Universidade Federal do Ceará). Numa disciplina ministrada pela magistral Maria Helena Weber, da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), fiquei profundamente impactada pela qualidade do conhecimento que a professora e pesquisadora partilhava de modo tão generoso com a turma. No final da disciplina, entreguei um bilhete a ela, no qual agradeci pelas aulas e aproveitei para dizer que, pela primeira na vida, inspirada nos sentidos do conhecimento tão generosamente compartilhado, tive o desejo de, um dia, vir a ministrar aulas de jornalismo”, diz Socorro. 

Até então, a possibilidade não havia passado por sua cabeça. Ela amava o trabalho em redações de jornal impresso e não cogitava fazer outra coisa até então. “Em 1997 ingressei no mestrado em Multimeios, na Unicamp, e comecei a dar aulas três anos depois, em fevereiro de 2000, no UNIFAE, um centro universitário de São João da Boa Vista, no interior de São Paulo”, lembra.

As inspirações para dar aulas são muitas. “Maria Helena Weber, como relatei acima, e ainda por Regina Alves, Fábio Castro e Lúcio Flávio Pinto, da Universidade Federal do Pará, onde fiz a graduação em Jornalismo. Antonio Fausto Neto, de quem fui aluna na especialização, Ivan Santo Barbosa, meu orientador no mestrado (Unicamp). Laurindo Leal Filho, meu orientador no doutorado (USP), Jacinto Godinho, grande pesquisador e repórter da RTP, que foi o supervisor do meu pós-doutorado na Universidade Nova de Lisboa, e ainda Cremilda Medina, Ciro Marcondes Filho, José Proença e José Marques de Melo, dos quais fui aluna na Universidade de São Paulo, além de Eni Orlandi, com quem estudei na Unicamp”, relata. Socorro menciona ainda, o jornalista e professor Marcos Cripa, da PUC de São Paulo, com quem muito aprendeu muito também fora da sala de aula.

Na profissão, sua maior referência é o jornalista, professor e pesquisador Manuel Dutra, da Universidade Federal do Pará. Para Socorro ele é também um “amigo com quem tive a honra de trabalhar por sete anos no jornal O Liberal,e que muito colaborou comigo na vida pessoal e acadêmica”. Dutra, inclusive, é um dos homenageados nesta edição do Prêmio Professor IMPRENSA. 

“Não posso deixar de mencionar o aprendizado que recebi de minhas chefias em jornais, como Guilherme Barra e Karime Darwich (já falecida), do Diário do Pará; Carlos Sá Leal e Ronald Junqueiro, de O Liberal; Ana Márcia e Carlos Ely, de O Povo; e Wilson Marini e Nelson Homem de Mello, do Diário do Povo, de Campinas (SP). Minhas referências incluem, ainda , os genais Mino Carta, Juca Kfouri, Eliane Brum, Caco Barcellos, Ricardo Kostcho, Bernardo Kucinski, Raimundo Rodrigues Pereira e Jânio de Freitas, além dos saudosos Cipriano Barata, Joel Silveira, Aloísio Biondi, Cláudio Abramo e Perseu Abramo - para mencionar apenas jornalistas brasileiros”, pontua.

Para Socorro, a homenagem do Professor IMPRENSA representou um “tsunami de afetos”. “De todos os lados, de todas as formas, vieram manifestações de apreço, carinho, amizade, respeito, admiração, consideração, e foram tantas e tão significativas, que realmente fiquei sem palavras suficientes para agradecer”, diz.

“Só espero ser merecedora de ao menos um pouco do tanto que recebi. Por outro lado, uma homenagem desse porte aumenta minhas responsabilidades como ser humano, jornalista, docente, pesquisadora. Fazer mais e melhor pela formação em jornalismo, olhar para o outro com mais cuidado, respeito e afeto; aplicar mais e melhor os conhecimentos, associar-me de maneira mais proativa a meus companheiros e companheiras de labuta, são, certamente, demandas advindas de homenagens como essa. Aproveito para parabenizar o Portal IMPRENSA e a todos os colegas destacados, neste certame”, conclui.