Após vencer bullying, Lawrenberg Silva é o homenageado na categoria “Professor Universitário” da região Centro-Oeste

Redação Portal IMPRENSA | 17/11/2017 11:05
A 3.ª edição do Professor IMPRENSA, uma iniciativa da Revista e Portal IMPRENSA, com o apoio da Intercom e Jeduca, anunciou os homenageados de 2017 na última segunda-feira (13). Na categoria “Professor Universitário” da região Centro-Oeste, o profissional de comunicação Lawrenberg Advincula da Silva, da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat / MT foi laureado pelos alunos.
Crédito:Arquivo pessoal
“Talvez a minha maior motivação pela docência em Comunicação resida no horizonte de possibilidades e desafios sociais que a sala de aula, o laboratório, a prática e o campo conseguem possibilitar. Tanto no sentido de transformar vidas antes impossibilitadas pelas contradições históricas de um país como o Brasil, quanto no de inovar em algo que você sempre gostou fazer, pensar, viver”, aponta Silva. 

Durante toda sua trajetória acadêmica ele foi aluno de diversos professores e professoras inspiradores. “Na educação fundamental e no ensino médio, feitos em Poconé, sul de Mato Grosso, por exemplo: três professoras, mulheres negras, todas mães e militantes pela educação, apostaram em mim quando para parentes e alguns profissionais era considerado um 'caso perdido'. Áurea, Ana Vanda e Dalvina”, lembra. 

Por ter um alto déficit de atenção na infância, além de ser vítima de bullying de colegas e conhecidos, Silva passou um tempo sem estudar. “Nos tempos da universidade tive no professor Yuji Gushiken todo tipo de incentivo para seguir na vida docente e na pesquisa em Comunicação”, diz. 

Apaixonado pela literatura e pelas grandes reportagens de revista, sempre expôs aos alunos sua admiração por nomes como de Graciliano Ramos, Eliane Brum, Felipe Pena, Gay Talese e o Gabriel Garcia Marques. “A preocupação para com a qualidade da narrativa e a singularidade da estilística textual destes profissionais exerceram e exercem um fascínio cada vez maior por enxergar as histórias para além dos fatos e dos oficialismos”, defende. 

Receber a homenagem no Professor IMPRENSA é, para Silva, prova de que é possível fazer a diferença nos mais variados lugares do Brasil. “A maioria dos cursos de Jornalismo é cosmopolita, quando não bastante influenciados por um imaginário desenvolvimentista, industrial, burguês. No interior de Mato Grosso, trabalhei justamente para provar o contrário disso. A partir de experiências criativas, ‘táticas’, e, acima de tudo, capazes de transmitir ao aluno um senso de (re)adaptação diante das mais variadas adversidades apresentadas”, finaliza. Desde 2010, Silva trabalha como docente do curso de Jornalismo no Alto do Araguaia, em uma cidade com pouco mais de 10 mil habitantes. 

Serviço: 
Professor IMPRENSA – 3ª edição
Realização: Portal e Revista IMPRENSA 
Apoio: Intercom e Jeduca 
www.portalimprensa.com.br/professorimprensa