Salão Internacional de Humor de Piracicaba premia escultura de Bruno Hamzagic

Redação Portal IMPRENSA | 27/08/2017 15:38
Na 44.ª edição do Grande Prêmio Internacional de Humor de Piracicaba, que ocorreu na tarde do sábado (26), no Teatro Erotides de Campos, no Engenho Central foi anunciado Bruno Hamzagic, como o grande vencedor do dia. Sua caricatura tridimensional que retrata o pintor norte-americano Jackson Pollock (1912-1956), um dos nomes mais importantes do expressionismo abstrato, foi escolhida como a vencedora do Prêmio Zélio de Ouro. 

Crédito: Divulgação


“Os prêmios em Piracicaba sempre significam muito para mim. Em 2012 foi uma emoção indescritível. Esse ano não foi diferente e tem um significado muito especial. Não somente pelo corpo de jurados, que contava com Jean Mulatier e Fernando Gonzales, mas também pela posição sempre vanguardista do Salão, que premia as obras sem distinção de técnica, valorizando o lado mais humano da arte: a expressão de sentimentos e ideias”, disse Hamzagic.

Sobre a técnica utilizada na caricatura tridimensional, Hamzagic contou que tem experimentado o processo há algum tempo. “A minha obra é, na verdade, um híbrido entre arte digital e tradicional. A impressão 3D foi apenas um ponto do processo, que começou numa ideia que apareceu na minha cabeça, passou por rascunhos em um skechbook, dias de escultura digital e, depois de impresso tridimensionalmente, recebeu acabamento de lixa, cola, primer, tinta, pincel e palito de churrasco, este último na tentativa, quase blasfêmica, de emular o gestual do ‘dripping painting’, no qual Pollock usava pedaços de pau para projetar a tinta na tela depositada no chão. Eu acredito que outras técnicas virão, assim como vêm sempre. Aproveitando a ocasião do personagem caricaturado, faço minhas as suas palavras: ‘A técnica é apenas um meio de se chegar à expressão de uma ideia”, afirmou.

O mexicano Arturo Kemchs também se rendeu à originalidade da obra de Hamzagic. “O Grande Prêmio me pareceu muito original. É um trabalho que sai do contexto e creio que se premiou essa originalidade. Acredito que essa determinação dos jurados vai abrir espaço para a arte em 3D em outros concursos do mundo. É um passo distinto aos demais festivais”, ressaltou.

Demais premiados

O cubano Ángel Boligán Corbo, artista premiado no salão piracicabano, venceu o prêmio “charge”. O austríaco Klaus Pitter faturou o prêmio de melhor cartum. Makhmudjon Eshonkulov, do Uzbequistão, teve sua tira escolhida como a melhor desta edição. Já o prêmio temático “criança” foi conquistado por Dálcio Machado, do Brasil. O “águas do mirante” é de Raimundo Rucke, o “saúde (Unimed)” de Fred Ozanan e o “câmara de vereadores” de André Moura Bethlem, todos brasileiros.

Além da premiação em dinheiro aos vencedores também foram distribuídas 15 menções honrosas. Os premiados na categoria “caricatura” foram Gilmar de Oliveira Fraga (Brasil), Ali Miraee (Irã) e João Vaz Carvalho (Portugal). Já na categoria “cartum” Evandro Alves (Brasil), Mehmet Zeber (Turquia) e Vladan Nikolic (Sérvia) foram homenageados. Behzad Ghafarizadeh (Canadá), Danilo Scarpa (Brasil) e Mihai Ignat (Romênia) foram mencionados na categoria “charge”. Darko Drljevic (Montenegro), Manuel Arriaga (Espanha) e Santiago Cornejo (Argentina) foram reconhecidos pela categoria “temático criança”, e, em “tira” foram lembrados, Neltair Abreu Santiago (Brasil), Nikola Listes (Croácia) e Rafael Corrêa (Brasil).

O Salão de Humor é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e CEDHU (Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico de Piracicaba) e faz parte das comemorações pelos 250 anos de Piracicaba.