Moro sobre blogueiro: "Ter página na internet qualifica alguém como jornalista?"

Redação Portal IMPRENSA | 10/04/2017 12:50
O juiz da 13ª Vara Federal do Paraná, Sérgio Moro, afirmou no último fim de semana que investigar jornalistas e veículos que publicaram conteúdos vazados "seria contrário a proteção de fontes, à liberdade de imprensa". Mas argumentou que é difícil definir o que é jornalista, uma vez que a profissão não exige diploma.
Crédito:Agência Brasil
Em entrevista exclusiva à BBC Brasil na Harvard Business School, em Cambridge (EUA), o juiz questionou: "Existe a posição no Brasil de que não é necessário um diploma, mas o fato de você ter uma página na internet qualifica alguém como jornalista? Então, por exemplo, você tem uma página no Facebook, isso é jornalismo? Ou um blog, como era o caso, é jornalismo?"

Moro se refere à condução coercitiva no mês passado do blogueiro Eduardo Guimarães, que edita o Blog da Cidadania. Após ser criticado por associações de imprensa, o juiz voltou atrás e decidiu não investigar mais Guimarães por ter antecipado informações sobre a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em março do ano passado.  

Leia também: